Empresário fecha comércio mais cedo com medo de maníaco que matou mulher e enteada

"Fiquei sabendo agora de manhã que tem um bandido solto. O pessoal está um pouco acanhado, apreensivo. Há pessoas com medo", afirma Éverton

Empresário fecha comércio mais cedo com medo de maníaco que matou mulher e enteada
Empresário fecha comércio mais cedo com medo de maníaco que matou mulher e enteada (Foto: Jucimar de Sousa - Mais Goiás)

O empresário Éverton Rodrigues do Santos fechou o seu estabelecimento comercial mais cedo nessa segunda (29), em Abadiânia, com medo do maníaco que matou a mulher e a enteada na noite de domingo (28). O crime aconteceu em Corumbá de Goiás, mas o assassino, Wanderson Mota Protácio, fugiu para região.

“Fiquei sabendo agora de manhã que tem um bandido solto. O pessoal está um pouco acanhado, apreensivo. Há pessoas com medo”, afirma Éverton. “Fechei o meu comércio mais cedo. Caiu o movimento. A cidade ficou mais quietinha. Já era pacata e ficou mais ainda”.

Cerca de 50 policiais participam da força-tarefa que procura Wanderson na região. Além da mulher (Ranielle Aranha) e da filha dela, o criminoso também matou o fazendo Roberto Clemente Matos, que morava na vizinhança. A esposa de Roberto tomou um tiro no ombro, mas sobreviveu.

Corumbá: caso Wanderson

Wanderson Mota Protácio é suspeito de assassinar três pessoas na zona rural de Corumbá de Goiás. O crime aconteceu na noite de domingo (28).

As vítimas foram uma criança de 1 ano e 8 meses, enteada do suposto autor; a companheira do homem, Ranielle Aranha, que estava grávida; e o dono de uma propriedade vizinha, Roberto Clemente de Matos. As duas mulheres foram degoladas e o homem baleado na cabeça.

A mulher do produtor rural, única sobrevivente, foi baleada no ombro e denunciou os crimes. Segundo ela, o suspeito bebeu um copo de refrigerante antes de balear o marido dela. Depois, ele teria tentado estupra-a, mas ela conseguiu correr. Na fuga, ela foi atingida por um disparo no ombro.

Ainda segundo a proprietária rural, ela só sobreviveu porque se fingiu de morta até que o suspeito fugisse do local. Mesmo ferida, ela caminhou até uma fazenda vizinha, onde conseguiu chamar por socorro. Wanderson, segundo ela, era conhecido da família.

LEIA MAIS: 

Homem mata enteada de 1 ano e 8 meses, esposa grávida e fazendeiro em Corumbá de Goiás

Mais de 50 policiais participam de buscas a criminoso que matou três pessoas em Corumbá

Crimes em Corumbá: helicóptero da polícia procura suspeito em Abadiânia

Suspeito de 3 mortes em Corumbá aguardava julgamento por tentativa de feminicídio

Familiares vão ao IML para liberar corpo das vítimas do triplo homicídio em Corumbá

Suspeito de mortes em Corumbá conversou com duas pessoas em Abadiânia

Moradores da zona rural de Abadiânia vão para a cidade por medo do assassino de Corumbá

Fazendeiro diz que criminoso de Corumbá tentou invadir casa do primo em Abadiânia

Confira denúncia de feminicídio tentado em 2019 do suspeito de triplo homicídio em Corumbá