“Equipe estava se arrastando”, diz técnico do Vila sobre fim da temporada

Tigre retorna a campo no dia 28 de fevereiro, na estreia do Goianão 2021

Márcio Fernandes. Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova

A derrota para o Brasiliense nas penalidades da semifinal da Copa Verde foi dolorida para o Vila Nova e decretou o final da temporada 2020. Porém, o treinador Márcio Fernandes sabe que o elenco fez grande campanha, principalmente pela sequência vivida nas últimas semanas, em que o time realizou 11 partidas nos últimos 30 dias.

“Falei alguns dias atrás que é desumano o jeito que estávamos jogando. Os jogadores se entregaram demais e sentiram bastante a partida. A equipe se superou. tínhamos força para conseguir a classificação, mas o jogo que fizemos em casa não tínhamos condições de jogar, a equipe estava se arrastando, não tinham forças”, disse o comandante.

Depois da longa sequência de decisões, Série C, Copa Verde e Goianão 2020, o foco agora da equipe é o estadual 2021, que já começa no próximo dia 28. Para começar bem a próxima temporada, o treinador vilanovense sabe que a preparação tem de ser forte, mas que o descanso será primordial para os atletas.

“Vamos dar uma folga para esses jogadores, eles precisa dar uma esfriada na cabeça, foram muitos dias que não podia errar e perder. Agora é juntar forças e reunir os atletas que estão chegando para montarmos uma família e pensarmos no campeonato goiano e na Série B”, completou Márcio Fernandes.

O Vila Nova terá cerca de 10 dias para se recuperar e se preparar para a estreia do Goianão, que será no dia 28 de fevereiro. O Tigre integra o Grupo B, e sua estreia é em casa contra o Jaraguá.