“Errei”, diz Eduardo Leite em Goiânia sobre voto em Bolsonaro

Gestor afirmou que tinha esperança de que Bolsonaro tivesse um comportamento diferente do qual adotava na Câmara

“Errei”, diz Eduardo Leite sobre voto em Bolsonaro
União Brasil dá início a conversas para atrair Eduardo Leite (Foto: Jucimar de Sousa / Mais Goiás)

“Errei, como erraram milhões de brasileiros”, diz Eduardo Leite (PSDB) sobre voto em Bolsonaro no segundo turno, em 2018. O governador do Rio Grande Sul participa de evento no Colégio Ateneu Dom Bosco, em Goiânia, neste sábado (7).

O gestor reforçou, contudo, que não fez campanha para Bolsonaro e nem material casado. De acordo com ele, gravou um vídeo no segundo turno – que pode ser conferido no Twitter – declarando voto como cidadão, embora colocasse o próprio partido em primeiro lugar. “Fiz campanha para o Alckmin.”

Questionado sobre os motivos, ele disse que tinha “certeza do fracasso econômico do PT e não queria novamente este modelo”. Ao mesmo tempo, afirmou ter esperança que Bolsonaro se portasse diferente do que fazia na Câmara, e que tivesse uma política melhor para o País. “Errei.”

Vale lembrar, Leite está em Goiânia para disputar a preferência do PSDB para ser candidato à presidência, no ano que vem. Outros pré-candidatos são: Tasso Jereissati, Artur Virgílio e João Doria, que esteve na capital goiana em 10 de julho.

A expectativa em Goiás é garantir os votos necessários para superar os rivais de sigla na convenção, que deve ocorrer ainda este ano. O ex-governador Marconi Perillo (PSDB), aliado de Doria, marcou presença no encontro.