Estudante queimada em Anápolis deve passar por nova cirurgia após enxerto não responder bem

O boletim médico pegou todos de surpresa, uma vez que a adolescente evoluía bem ao tratamento

Diolange relatou ainda que o retorno das aulas, nesta segunda-feira (24), deixou a filha aflita e ansiosa. (Foto: Reprodução)

A segunda cirurgia de enxerto que foi feita na última semana na estudante Annelise Lopes Andrade, não gerou o resultado esperado pelos médicos. A adolescente, de 16 anos, deve passar por nova cirurgia nos próximos dias. Ela está internada em Goiânia, há 57 dias, desde o acidente que deixou 60% do seu corpo queimado durante uma aula de química, em Anápolis.

Ao Mais Anápolis, a mãe da estudante, Diolange Lopes Carneiro, disse que “A Anne não está muito bem nesses últimos dias. Os médicos abriram o enxerto e viu que não pegou como esperado. O que mais tem afetado ela é o psicológico, já que esperava receber alta logo”.

O boletim médico pegou todos de surpresa, uma vez que a adolescente evoluía bem ao tratamento. “A gente tem sobrevivido um dia após o outro. Cada dia uma expectativa de que vamos voltar para casa e isso mexe muito com ela. Ela sente falta dos irmãos”, explicou a mãe.

Diolange relatou ainda que o retorno das aulas, nesta segunda-feira (24), deixou a filha aflita e ansiosa. A mãe pediu para que as orações sejam intensificadas nesse momento.

“Nós estamos sustentando em Deus neste momento. Peço para que todos continuem com as orações por nós”, pediu Carneiro.