Ex-funcionário de loja de colchões forneceu dados privilegiados para assalto, em Goiânia

O homem que assaltou a loja, depois de preso pela PM, entregou o irmão e os informantes

Quatro pessoas foram presas pela Polícia Militar (PM) suspeitas de participar de um roubo a uma loja de colchões, na Vila Mutirão, em Goiânia, na tarde de terça-feira (05). Um homem armado invadiu a loja, anunciou o assalto e fugiu com uma quantia não revelada de dinheiro. O irmão dele, que aguardava próximo à  loja, foi preso. Um terceiro homem foi detido em casa com a esposa; ambos suspeitos de repassarem informações privilegiadas sobre a segurança do local. Segundo a PM, os dois são ex-funcionários da empresa.

A equipe policial encontrou o suposto assaltante na Rua do Clube, ainda na Vila Mutirão. Numa primeira abordagem, o suspeito atirou contra a viatura, segundo o cabo Franciel. Os policiais não revidaram o disparo em razão da presença de pedestres na via. Na segunda abordagem, o suspeito jogou a arma e se deitou no chão. Em entrevista, ele confessou a autoria do assalto e entregou o irmão, que o esperava para juntos fugirem da região.

Ainda em entrevista com o suspeito, os policiais receberam a informação de que um ex-funcionário teria passado todos os detalhes para realizar o roubo. Com isso, os militares conseguiram localizar e deter o ex-colaborador da empresa no Setor Balneário Meia Ponte, juntamente com sua esposa. Os quatro foram conduzidos à Central Geral de Flagrantes para as ações judiciais cabíveis.