Ex-namorada de Nego do Borel vai abrir ONG para combater violência doméstica

Atriz, que denunciou o cantor por lesão corporal e estupro de vulnerável, diz que pretende dar apoio emocional e jurídico a vítimas de violência doméstica

Após denunciar o ex-namorado Nego do Borel por lesão corporal, a atriz Duda Reis anunciou que irá criar uma ONG contra violência doméstica. (Foto: reprodução/Instagram)
Após denunciar o ex-namorado Nego do Borel por lesão corporal, a atriz Duda Reis anunciou que irá criar uma ONG contra violência doméstica. (Foto: reprodução/Instagram)

Após denunciar o ex-namorado Nego do Borel por lesão corporal, estupro de vulnerável, ameaça, injuria e violência doméstica em janeiro deste ano, a atriz Duda Reis anunciou, na segunda-feira (4), que irá criar uma ONG contra violência doméstica. No início de 2021, ela concedeu uma entrevista ao Fantástico, da TV Globo, e falou sobre os mais de dois anos de relacionamento abusivo. O cantor também foi ouvido no programa e negou as acusações.

Em uma série de stories no Instagram, a influenciadora respondeu a uma pergunta feita por internauta sobre a intenção de criar uma ONG. “Isso era um segredo, mas está prestes a acontecer. Estamos montando (a ONG) e organizando tudo certinho e creio que será um projeto muito especial. Como quero que seja para sempre, estamos estruturando tudo. Acho que a pressa é inimiga da perfeição, e quero que seja tudo impecável”, adiantou.

Como deve funcionar a ONG de Duda Reis contra a violência doméstica?

Duda também deu detalhes sobre o que pretende fazer contra a violência doméstica. “Será uma ONG em prol das mulheres, onde elas poderão receber ajuda e auxílio jurídico para situações de violência. Estou animada! Não temos a data certa ainda, mas estamos dando o nosso melhor. É uma equipe homérica”, escreveu.

No último mês de setembro, Nego do Borel foi indiciado por lesão corporal contra a atriz e ex-namorada Duda Reis.

Ao celebrar o indiciamento, a influenciadora criticou a decisão da Record de convidá-lo para A Fazenda 13. “Nego do Borel foi indiciado por violência doméstica contra mim. Acho que vocês precisam saber, principalmente quem duvida da palavra da mulher e sempre a coloca em questão”.

“A Record está sendo responsável por desestimular a mulher a denunciar!”, continuou ela. “Como vocês querem que uma mulher denuncie se o homem agressor é colocado num reality e ainda recebe R$ 150 mil para participar? Francamente! Por isso que as taxas de feminicídio só aumentam.” E completou: “É triste, doloroso e um desserviço”. A emissora não comentou a declaração.

Nego do Borel foi expulso do reality da Record TV, A Fazenda, após acusação de abuso sexual contra Dayana Mello. O artista começou a ser investigado pela Polícia Civil de São Paulo por suspeita de estupro de vulnerável.

Nesta terça-feira (5), a mãe do cantor abriu um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento do filho, no Rio de Janeiro.