Final de semana tem três mortes em 20 acidentes nas rodovias federais de Goiás

Dois dos acidentes que provocaram mortes foram marcados por situações de imprudência, conforme a PRF

Três pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas em 20 acidentes ocorridos neste final de semana, nas rodovias federais que atravessam Goiás. As informações são de um boletim viário de segurança da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que analisou ocorrências de sexta-feira (20) à domingo (22).
Três pessoas morreram em 20 acidentes neste final de semana nas rodovias federais de Goiás (Foto: Jucimar de Sousa - Mais Goiás)

Três pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas em 20 acidentes ocorridos neste final de semana, nas rodovias federais que atravessam Goiás. As informações são do boletim viário de segurança da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que analisou ocorrências de sexta-feira (20) a domingo (22).

O primeiro acidente fatal aconteceu na manhã de sábado (21), na BR-414, em Anápolis. A motorista de um Toyota Etios tentou fazer uma conversão, mas acabou colidindo contra um Fiat Strada que vinha na direção oposta.

Com o impacto, uma idosa de 69 anos, que era passageira do Fiat Strada, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Os motoristas dos dois veículos ficaram gravemente feridos e foram encaminhados ao Hospital de Urgências de Anápolis.

Uma idosa de 69 anos morreu e outras duas pessoas ficaram gravemente feridas após acidente na BR-414, em Anápolis. (Foto: divulgação/PRF)

Uma idosa de 69 anos morreu e outras duas pessoas ficaram gravemente feridas após acidente na BR-414, em Anápolis. (Foto: divulgação/PRF)

Os outros dois acidentes que provocaram mortes foram marcados por situações de imprudência, conforme a PRF. O primeiro deles aconteceu na noite de sábado (21), na BR-153, também em Anápolis. Um jovem motociclista, de 24 anos, morreu após ser atropelado por uma carreta conduzida por um caminhoneiro bêbado.

O condutor do caminhão colidiu com a lateral da moto e, com isso, passou em cima da motocicleta e do corpo do motociclista. O caminhoneiro não parou para prestar socorro. Ele acabou sendo localizado e parado pela polícia depois. Com odor etílico e voz arrastada, o caminhoneiro foi submetido ao teste do etilômetro, que comprovou a embriaguez. O homem foi preso e encaminhado para a Central de Flagrantes em Anápolis.

Já o terceiro acidente fatal, também marcado por imprudência, aconteceu na madrugada de domingo (22), na BR-158, próximo ao município de Caiapônia, região Sudoeste de Goiás. Um motorista de 47 anos, que não usava cinto de segurança, morreu após ter sido arremessado para fora da caminhonete que dirigia.

Uma equipe da Polícia Rodoviária encontrou o veículo no meio de um milharal e o corpo do motorista a cerca de 10 metros da caminhonete e já sem vida. Não se sabe quais as circunstâncias que provocaram o acidente, mas a polícia acredita que a falta do cinto pode ter sido fator determinante para a morte do motorista.

Um motorista de 47 anos morreu após ter sido arremessado para fora da caminhonete que dirigia, por não usar cinto de segurança. O grave acidente aconteceu na madrugada deste domingo (22), após o veículo capotar na BR-158, próximo ao município de Caiapônia, região sudoeste de Goiás.

Motorista sem cinto morre após ser arremessado de carro na BR-158, em Caiapônia (GO) (Foto: Divulgação – PRF)

Infrações nas rodovias federais de Goiás

Além dos acidentes e feridos, a PRF também fiscalizou 3.853 veículos e 4.320 pessoas que transitaram pelas rodovias federais goianas. Durante as abordagens, a equipe realizou 933 autuações de infrações de trânsito.

Dessas anotações, 13 foram flagrantes de condutores ou passageiros que não usavam o cinto de segurança. Outros 48 motoristas foram vistos realizando ultrapassagens proibidas e 18 condutores foram reprovados no teste de alcoolemia.

Sete pessoas foram detidas por crimes diversos.