Gato é encontrado morto por populares com sinais de maus-tratos em Anápolis

Fato ocorre no mês da conscientização contra abandono de animais. Dados preliminares estimam 30 milhões de cães e gatos em situações de abandono no Brasil

Gato é encontrado morto em grade de rodoviária em Anápolis. (Foto: Reprodução)

Um gato foi encontrado morto, com sinais de maus-tratos e espetado na grade que cerca a rodoviária de Anápolis, nesta terça-feira (07). Já em estágio de decomposição, o animal parece que foi colocado no lugar por alguém.

Para a vereadora de Anápolis e responsável por uma ONG que resgata animais em situação de abandono e maus-tratos, Seliane da SOS, a atitude revela o desafeto de alguns seres humanos com os animais.

“Eu ainda espero por uma sociedade consciente dos seus atos e que saibam zelar pelos animais até mesmo após a morte. É um absurdo um animal passar por essa exposição cruel nas grades de uma rodoviária. Animal nenhum é vitrine para cenas tão cruéis. O meu total repúdio a quem não sabe respeitar os animais” critica a vereadora.

Dezembro Verde

Durante todo este mês a campanha Dezembro Verde vai alertar a população sobre as graves consequências do abandono de animais e fomentar a guarda responsável dos bichinhos, geralmente cães e gatos que vagam nas ruas, após serem abandonados por seus tutores. Embora não haja estatísticas oficiais, uma estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que mais de 30 milhões de cães e gatos estejam em situação de abandono no Brasil.

Abandonar ou maltratar animais é crime previsto pela Lei Federal nº 9.605/98. Vale lembrar que uma nova legislação, a Lei Federal nº 14.064/20, sancionada em setembro, aumentou a pena de detenção que era de até um ano para até cinco anos para quem cometer este crime. Além disso, o rito processual passa à vara criminal, não mais ao juizado especial.

Abandonos aumentam em dezembro

A escolha deste mês para a campanha está relacionada ao fato de que, neste período do ano, os casos de abandono aumentam de forma expressiva. Caso você presencie maus-tratos a animais de quaisquer espécies, sejam domésticos, domesticados, silvestres ou exóticos – como abandono, envenenamento, presos constantemente em correntes ou cordas muito curtas, manutenção em lugar anti-higiênico, mutilação, presos em espaço incompatível ao porte do animal ou em local sem iluminação e ventilação, utilização em shows que possam lhes causar lesão, pânico ou estresse, agressão física, exposição a esforço excessivo e animais debilitados (tração), rinhas, etc. –, vá à delegacia de polícia mais próxima para lavrar o Boletim de Ocorrência (BO), ou compareça à Promotoria de Justiça do Meio Ambiente.

A denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal nº. 9.605, de 12.02.1998 (Lei de Crimes Ambientais) e pela Constituição Federal Brasileira, de 05 de outubro de 1988.

É possível denunciar também ao órgão público competente de seu município, para o setor que responde aos trabalhos de vigilância sanitária, zoonoses ou meio ambiente. Lembrando que cada município tem legislação diferente, portanto caso esta não contemple o tema maus tratos pode utilizar a Lei Estadual ou ainda recorrer a Lei Federal.