FolhaPress

Globo amplia para um mês a paralisação das gravações de novelas e séries

A medida não deve afetar, por enquanto, as produções do 'BBB 21', 'Se Joga', 'É de Casa' e 'Encontro'

Globo amplia para um mês a paralisação das gravações de novelas e séries
Alinne Moraes em 'Um Lugar ao Sol', próxima novela inédita das 21h (Foto: Divulgação TV Globo)

A Globo anunciou nesta quarta-feira (24) que ampliou o tempo em que os Estúdios Globos ficarão fechados para a gravação de novelas e séries. A informação foi dada no Jornal Nacional.

Inicialmente, a emissora havia divulgado que o fechamento duraria até o dia 4 de abril. Agora, o período de paralisação das produções de dramaturgia foi ampliado em cerca de duas semanas e deve se estender até o dia 19 -ou seja, durará quase um mês.

O motivo da paralisação é o agravamento da pandemia do coronavírus. Em comunicado divulgado à imprensa na terça-feira (23), a emissora afirmou que a suspensão das gravações não afetaria a programação, pois as obras no ar já estão completamente gravadas.

A medida não deve afetar, por enquanto, as produções do BBB 21, Se Joga, É de Casa e Encontro.

O impacto se dará nas novelas que estão na fila para entrar no ar. “Um Lugar ao Sol”, trama inédita das 21h, “Quanto Mais Vida Melhor”, que irá estrear às 19h, e “Nos Tempos do Imperador”, novela de época das 18h, estão entre as tramas que tiveram as gravações suspensas.

A emissora tem capítulos gravados com antecedência de “Amor de Mãe” e “Salve-se Quem Puder”. A segunda produção, por exemplo, já possui os 53 episódios finais gravados sob uma série de protocolos de segurança e restrições para minimizar os riscos de transmissão da Covid.

Ao fim dos capítulos da novela “Amor de Mãe” será exibida uma mensagem com alerta sobre os cuidados contra a Covid-19. Segundo a emissora, quando a trama foi gravada, ainda não havia conhecimento sobre a reinfecção da doença. Já foi anunciada uma reprise de “Império” para suceder a novela na faixa das 21h.

Para conter o avanço da Covid-19, o Rio de Janeiro e São Paulo tomaram medidas. No Rio, o “super feriado” será adotado e dos dias 26 de março até 4 de abril estão autorizados a funcionar apenas os serviços essenciais.

São Paulo também irá adiantar os feriados. O estado está em uma fase mais restritiva desde o dia 15, e as medidas deverão durar até a próxima terça-feira (30). O governo paulista ainda não descartou a possibilidade de prorrogação.