Goiânia: 88 anos – Uma cidade que abraça

Série documental lança um filme por semana sobre o Aniversário de Goiânia. Assista e saiba o que imigrantes de todo o mundo dizem sobra a capital

Goiânia 88 anos - imigrantes de todo o mundo falam sobre como é viver na capital - série documental faz especial sobre o aniversário da cidade
Mais Goiás.doc entrevista imigrantes que, por vários motivos, escolheram passar a vida na capital (Fotos: reprodução/Artur Dias)

Goiânia fará 88 anos no dia 24 de outubro. Para comemorar o aniversário, o Mais Goiás.doc produziu uma série de reportagens sobre a cidade, as quais serão publicadas semanalmente. Neste primeiro episódio, imigrantes do mundo todo revelam como escolheram Goiânia para morar e como construíram uma nova vida aqui no Brasil.

Goiânia 88 anos: “goianienses” do mundo todo homenageiam a cidade da hospitalidade

Roberto Alfonso Lazarte Oblitas saiu do Peru com sua família há 32 anos. Ele veio para o Brasil em razão da instabilidade política que era vivida no seu País. Em Goiânia, ele construiu seu negócio de doces peruanos e manteve sua família.

“Quando vamos ao Peru de férias, passamos um mês e já sentimos a necessidade de voltar para Goiânia”, revela Roberto ao Mais Goiás.doc.

Modou Gueye saiu de Senegal (África) com destino à Argentina, passou pelo Sul do Brasil e agora mora em Goiânia. Assim como Roberto, ele também montou seu próprio negócio e já está na capital há 4 anos.

Hans Carrillo e Angelica Rivera vieram de Cuba para estudar e já estão no país há 8 anos. Em Goiânia, eles encontraram o que almejavam. Hoje, Hans é professor da Universidade Federal de Goiás (UFG) e Angelica está concluindo seu mestrado.

Homem concede entrevista

Libanês Solano Henrique (Foto: Artur Dias/Mais Goiás.doc)

Já o libanês Solano Henrique Abdalla Mustafá viajou o mundo, mas se encantou pelas belezas de Goiânia e decidiu morar na capital, onde se casou e constituiu família. “Tem 10 anos que estou aqui e me sinto filho dessa cidade”.

Casal sentado no sofá com os filhos

Família de Daniela Retamalles Panes e Saulo Alves Lino (Foto: Artur Dias/Mais Goiás.doc)

A chilena Daniela Retamalles Panes conheceu o brasileiro Saulo Alves Lino à distância. Depois, se encontraram pessoalmente, se casaram, têm dois filhos e moram em Goiânia. Segundo Daniela, o povo goiano é super hospitaleiro e isso a impactou. “Hoje, meus filhos falam até ‘uai'”, brincou.

Casal sentado no sofá com os filhos

Família de Daniela Retamalles Panes e Saulo Alves Lino (Foto: Artur Dias/Mais Goiás.doc)

Aniversário da capital

Antes de Goiânia, a capital do Estado era a Cidade de Goiás. Por motivos econômicos e políticos, o governador  Pedro Ludovico Teixeira decidiu pela mudança. Fundada em 1933, Goiânia foi a primeira cidade do Brasil a ser construída de maneira planejada.

A capital, que tinha estrutura preparada para receber cerca de 50 mil habitantes, hoje já tem mais de 1.555.626 moradores e 728,841 km².

Para saber mais sobre a história de Goiânia assista ao Mais Goiás.doc: