Goiânia confirma dois casos da linhagem BA.2 da variante ômicron

Variante é a mais contagiosa do coronavírus

Covid-19: Butantan identifica nova variante recombinante em São Paulo
Quem são os super-resistentes à Covid-19 (Foto: Agência Brasil)

No último sábado (30), o secretário municipal de Saúde de Goiânia, Durval Pedroso, disse que a capital confirmou dois casos da linhagem BA.2 da variante Ômicron, considerada a mais contagiosa do coronavírus. Os registros são de março e abril.

Segundo o secretário, os dois moradores sentiram poucos sintomas e não transmitiram a subvariante para outras pessoas. Apesar de ser conhecida como a mais contagiosa, a linhagem não alterou de forma significativa o quadro da pandemia no município.

Em março, Goiânia registrou 56 internações e 8 mortes por Covid-19. Em abril, houve 53 internações e 7 mortes. As informações são do monitoramento da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Desde o início da pandemia, a capital contabilizou 7.539 mortes por complicações da Covid-19, entre 314.352 casos de contaminação. A doença provocou 23.151 internações em hospitais públicos da cidade.

Além disso, 2.871.317 doses de vacinas contra a Covid-19 já foram aplicadas até o último sábado (30), segundo a Prefeitura de Goiânia.

De primeira dose, foram 1.214.590 vacinados, e com a segunda dose e dose única, 1.120.720 moradores imunizados. A quantidade de vacinas aplicadas representa 78,1% da população vacinável acima de 5 anos.

Brasil

O Boletim epidemiológico do Ministério da Saúde divulgado no início da noite do último sábado (30) mostrou que o Brasil registrou, em 24 horas, 15.194 novos casos de covid-19.

No total, o país contabiliza 30.448.236 registros da doença. Destes, 265.535 (0,6%) seguem em acompanhamento, ou seja, são casos ativos da doença.

As secretarias estaduais de saúde registraram 87 mortes por covid-19. No total, a pandemia resultou em 663.497 óbitos no país.