Goiânia é capital com maior reajuste no aluguel em 2022, diz levantamento

Aumento foi de 19,55% no primeiro semestre deste ano

Goiânia é capital com maior reajuste nos aluguéis em 2022, diz levantamento
Goiânia é capital com maior reajuste nos aluguéis em 2022, diz levantamento (Foto: Pixabay)

Dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) revelam que Goiânia foi a capital com maior reajuste no aluguel no primeiro semestre deste ano. O aumento foi de 19,55%, conforme revelou O Globo.

Em segundo lugar aparece Florianópolis (SC), com 18,6%, e em terceiro Salvador (BA), 15,26%. A média nacional foi de 9,49%, segundo índice FipeZap, que acompanha os preços de 25 cidades todos os meses. A inflação no período foi de 5,49%.

No acumulado de 12 meses, Goiânia está em segundo lugar, com variação de 25,46%. Neste caso, Florianópolis está em primeiro, com aumento de 27,53%. O acumulado no País foi de 12,86%.

Apesar dos números, São Paulo segue com o maior preço médio por metro quadrado. Em junho, o valor era de R$ 42,84 por esta medida. Em seguida vem Recife (R$ 36,64); Rio de Janeiro (R$ 35,5); Brasília (R$ 35,05) e Salvador (R$ 29,36).

Para a economista Andreia Magalhães, vários motivos podem ter aumentado o valor dos aluguéis. Segundo ela, existe a escassez de imóveis habitáveis, mas também por Goiânia ter se tornado uma cidade com maiores possibilidades empregatícias.

Segundo ela, “com mais pessoas trabalhando, mais pessoas mudam para a cidade, o que aumenta a demanda e o preço”. Além disso, ela aponta que o home office, mais popular, gerou a busca por imóveis mais adequados, o que também impacta.

“Além disso, como a taxa de juros para compra subiu muito, as pessoas deixaram de comprar e foram alugar, o que também faz com que os aluguéis aumentem.” Os juros passaram de 2% de meados de 2021 para 13,25%.