Goiânia tem déficit de 7 mil vagas e ao menos oito obras paradas em Cmeis

De acordo com a SME, há previsão de abertura de 2.575 vagas nos próximos meses

A cidade de Goiânia tem déficit de cerca de 7 mil vagas em Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei) para crianças de até 5 anos. (Foto: divulgação/SME)
A cidade de Goiânia tem déficit de cerca de 7 mil vagas em Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei) para crianças de até 5 anos. (Foto: divulgação/SME)

A cidade de Goiânia tem deficit de cerca de 7 mil vagas em Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis), destinados para crianças de até 5 anos, segundo dados da Secretaria Municipal de Educação (SME). A capital também tem ao menos oito obras paradas em diversos bairros, que devem ser retomadas nos próximos 90 dias. Na manhã desta quarta-feira (5), a Prefeitura abriu salas modulares no Cmei Demes Júnio Divino de Freitas, no Setor Jardim Balneário Meia Ponte, ampliando o atendimento local de 180 para 260 crianças.

De acordo com a SME, há previsão de abertura de outras 2.575 vagas nos próximos meses. Ao todo, 12 Cmeis receberão salas modulares para ampliação do atendimento até o dia 14 de julho. Até agora, a Prefeitura já inaugurou salas e banheiros do mencionado tipo em quatro oportunidades distintas.

Além da ampliação de vagas no Jardim Balneário, a pasta municipal anunciou a liberação de quase R$ 2 milhões para instituições de ensino de Goiânia, incluindo Cmeis e escolas. De acordo com o secretário Wellington Bessa, os recursos fazem parte do Programa de Autonomia Financeira das Instituições Educacionais (Pafie) e serão utilizados para a compra de equipamentos de proteção individual (EPIs) para porteiros, serventes e merendeiras das unidades educacionais.

“Com esses recursos chegando nas contas das instituições, os conselhos terão autonomia para adquirir máscaras, luvas térmicas, óculos de proteção, toucas e todos os itens para que nossos servidores possam trabalhar com segurança”, explica o titular da pasta.

Obras paradas

Ao Mais Goiás, a SME informou que existem cerca de oito obras paradas em Cmeis de Goiânia. Com a falta de conclusão das obras, o município deixa de ofertar 1,6 mil vagas para crianças de até 5 anos.

De acordo com a pasta, todas as medidas administrativas para que as obras paralisadas no ano anterior sejam retomadas já estão sendo tomadas. Os processos estão tramitando e a expectativa é que os projetos sejam retomados no prazo de 90 dias.