Goiás é um dos cinco Estados sem registro de assassinato de indígenas em 2019

Alagoas, Espírito Santo, Piauí e Sergipe não registram homicídios contra indígenas

Goiás é um dos cinco Estados sem registro de assassinato de indígenas em 2019

Goiás é um dos cinco Estados sem registro de assassinato de indígenas em 2019, conforme levantamento em termos absolutos do Atlas da Violência 2021.

Além de Goiás, Alagoas, Espírito Santo, Piauí e Sergipe não registram homicídios contra indígenas. Destaca-se, o levantamento confirmou municípios com terras indígenas, municípios sem terras indígenas e uma terceira coluna que ignora a residência da vítima.

No País, o número homicídios por 100 mil habitantes contra esse grupo foi de 186 sem considerar a residência, mais 160 em municípios com terras indígenas e 18 em cidades sem terras indígenas.

Na análise do texto, “as recentes mudanças nas orientações da política indigenista brasileira, que se acompanham sobretudo a partir de 2019, estão a impactar as dinâmicas das TIs [terras indígenas], que se veem pressionadas progressivamente por crimes como invasões, grilagens e desmatamentos ilegais, aumentando as tensões, os conflitos e, previsivelmente, os números de homicídios”.

(Foto: Reprodução – Atlas da Violência)

Atlas da Violência 2021 e os homicídios

O Atlas da Violência 2021 foi elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), além de ter a colaboração do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN).

O documento expõe que, dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM/MS) revelam que, em 2019, tiveram 45.503 homicídios no Brasil. Este corresponde a uma taxa de 21,7 mortes por 100 mil habitantes. Os números revelam queda em relação a 2018.

“Contudo, a queda no número de homicídios observada entre 2018 e 2019 de 22,1%, segundo os registros oficiais do SIM/MS, deve ser vista com grande cautela em função da deterioração na qualidade dos registros
oficiais. Esse processo se iniciou em 2018, (…), mas atingiu patamar nunca antes observado desde o início da série histórica, em 1979. Os dados publicados pelo ‘Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2020’ (FBSP, 2020), que tem como fonte os boletins de ocorrência produzidos pelas Polícias Civis, indicam 47.742 mortes violentas intencionais no ano de 2019, valor 5% superior ao registrado pelo sistema do Ministério da Saúde.”

Confira a pesquisa completa AQUI.

Leia mais:

Taxa de homicídios em Goiás por 100 mil habitantes é a mesma de 2009, diz estudo

Assassinatos de jovens em Goiás recuam 18% entre 2018 e 2019, aponta levantamento

Sete em cada dez mulheres assassinadas em Goiás são negras