Goiás entra em estado de alerta por baixa umidade do ar que pode chegar a 12%

Umidade ideal é de 50 a 60%, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS)

ALERTA: Goiás entra em estado de alerta por baixa umidade do ar que pode chegar a 12%, segundo o Inmet. (Foto: Jucimar de Sousa/Mais Goiás)
ALERTA: Goiás entra em estado de alerta por baixa umidade do ar que pode chegar a 12%, segundo o Inmet. (Foto: Jucimar de Sousa/Mais Goiás)

O estado de Goiás entrou em alerta vermelho em razão das altas temperaturas e baixa umidade relativa do ar que pode chegar a 12%, nesta quarta-feira (18). Umidade ideal é de 50 a 60%, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O aviso do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê tempo mais seco a partir das 15h de hoje. Não há previsão de chuva para os próximos dias.

Segundo previsão do Centro de Informações Meteorológicos e Hidrológicas do Estado de Goiás (Cimehgo), a presença da massa de ar seco e quente mantém o tempo estável em todas as regiões do território goiano. O prognóstico é de que as temperaturas máximas fiquem elevadas e a umidade relativa do ar em declínio no período da tarde, com índices abaixo dos 20% nas regiões Norte, Leste e Sul, caracterizando índice de alerta.

Nas regiões Oeste, Central e Sudoeste há possibilidade da taxa de umidade relativa do ar ficar na casa dos 12%, caracterizando índice de emergência.

Em Goiânia, a previsão é de temperaturas elevadas no período da tarde e umidade relativa do ar em declínio no período da tarde podendo chegar a 12%. A temperatura máxima na capital prevista para hoje é de 34ºC.

Veja o prognóstico de temperatura e umidade de ar de outras cidades goianas aqui.

Goiás entra em estado de alerta por baixa umidade do ar que pode chegar a 12% – Cuidados a se tomar:

No aviso do Inmet, o órgão alertou que o tempo seco é propício para incêndios florestais e pode causar danos à saúde, com o surgimento de doenças pulmonares, dores de cabeça e irritação no nariz e garganta, por exemplo.

O Instituto recomenda que a população beba bastante líquido e evite exposição ao sol nas horas mais quentes do dia. O órgão alerta, ainda, que atividades físicas são nocivas durante o período de tempo seco e orienta a utilização de hidratante para pele e umidificação do ambiente.

“Evite bebidas diuréticas (café e álcool). Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193)”, diz trecho da recomendação.