FolhaPress

Governo Bolsonaro inicia conversas com laboratórios para compra de remédios contra a Covid-19

Pílula antiviral experimental da Pfizer e coquetel de anticorpos da AstraZeneca estão no horizonte do Ministério da Saúde

Entenda por que primeiras pílulas contra Covid são tão promissoras
Governo Bolsonaro inicia conversas com laboratórios para compra de remédios contra a Covid-19 (Foto: Merck)

O Ministério da Saúde já iniciou conversas com a Pfizer e a AstraZeneca para a aquisição de remédios contra a Covid-19 —passo seguinte à campanha de vacinação, que deve terminar a sua primeira fase ainda este ano, mas se tornar periódica no país, com doses de reforço.

Receita

Um dos remédios que estão no horizonte da pasta é a pílula antiviral experimental da Pfizer que, combinada com uma outra droga, o antiviral ritonavir, reduziu risco de hospitalização e morte por Covid em 89% em pacientes de alto risco.

Receita 2

A pílula ainda está em teste e só poderia ser adquirida pelo Brasil depois de aprovada pela Anvisa.

Uma outra alternativa estudada é a aquisição do coquetel de anticorpos testados pelo laboratório anglo-sueco AstraZeneca. Testado em pacientes considerados de alto risco de desenvolver a forma grave da doença, ele reduziu casos graves, ou morte, em 67% dos casos.

Receita 4

Há ainda expectativa positiva em relação ao antiviral molnupiravir, que está sendo testado também no Brasil, pela Fiocruz. O medicamento é do laboratório MSD (Merck, nos EUA).