Governo prepara instalação de caixa de britas no autódromo de Goiânia

Medida tem o objetivo de aumentar a segurança para pilotos. Em virtude da pandemia do coronavírus, não há previsão de retorno para as competições

Governo prepara instalação de caixa de britas no autódromo de Goiânia
Caixas de brita no Autódromo Internacional de Goiânia

Duas caixas de brita serão instaladas no Autódromo Internacional de Goiânia. A obra tem o objetivo de aumentar a segurança para os pilotos e serão instaladas em locais onde os veículos atingem maior velocidade. O valor das melhorias e o tempo estimado para conclusão não foram divulgados.

De acordo com a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), as caixas estão sendo construídas após a área de escape das curvas 0 e 1, ao fim da reta oposta e a reta principal, respectivamente. Em cada caixa foi colocada uma camada de 25 centímetros de profundidade, diminuindo a aceleração do veículo que a invadir, e impedindo um possível choque com o guard-rail.

O titular da pasta, Rafael Rahif, afirmou que a obra é fundamental para garantir a segurança dos pilotos, principalmente do motociclismo. “Essa medida tem uma importância muito grande, principalmente para o motociclismo, porque é quem corre mais risco em caso de acidente, quando se perde o controle na pista. A caixa de brita faz toda a diferença, funcionando como retenção, caso o piloto ultrapasse a área de escape”, ressaltou

Além das caixas de brita, o secretário pontuou que outras melhorias foram realizadas no autódromo. Além da pintura de fachadas da ala dos boxes, arquibancadas, muretas, áreas de cronometragem, cabines de imprensa, foram feitas reformas nos camarotes e sala de transmissão, além do trabalho de manutenção.

Em virtude da pandemia do coronavírus, não há previsão de retorno para as competições.