Gretchen aceita convite para se filiar ao MDB

Convite para entrar no MDB veio da deputada federal Elcione Barbalho, pessoa que Gretchen admira muito

Gretchen aceita convite para se filiar ao MDB
Cantora Gretchen (Foto: Divulgação)

A cantora Gretchen aceitou convite para se filiar ao MDB, feito pela deputada federal Elcione Barbalho (MDB-PA). A informação foi confirmada ao Mais Goiás por ambas as partes.

A filiação, entretanto, não deve acontecer tão cedo. Via assessoria, a Rainha do Rebolado explicou que, por cláusulas contratuais, não pode se filiar ou assumir cargos políticos.

A equipe da deputada federal disse ao Mais Goiás que Gretchen deverá assinar os documentos em dezembro. A equipe da artista, entretanto, nega e diz que isso ainda “não tem data para acontecer”.

Filiar-se ao MDB não é certeza de cargo em 2022

Ao portal O Liberal, Gretchen afirmou que não integrará a legenda visando postular um cargo de deputada estadual nas eleições de 2022. A assinatura, de acordo com a publicação, se deve à vontade de incentivar que mais mulheres entrem para a política.

A cantora deverá integrar o núcleo MDB Mulher.

Gretchen na política

Para quem não se lembra, antes de ser amiga de Katy Perry, a Rainha do Rebolado já trilhou alguns passos na política. Em 2008, a artista entrou para a corrida da prefeitura de Itamaracá, município de Pernambuco.

À época filiada ao PPS, Gretchen terminou as eleições com 343 votos. A breve carreira da cantora na política foi registrada no documentário Gretchen: Filme Estrada, de 2010, com direção de Eliane Brum e Paschoal Samora. É deste vídeo, aliás, que foram tirados boa parte do memes que deixaram a artista famosa na internet.

Filho de Gretchen, Thammy Miranda teve mais sucesso nas urnas. Filiado ao PL, o ator foi eleito vereador em São Paulo nas eleições de 2020, sendo o mais votado para o cargo, com 43.321 votos.

Thammy já passou também pelos partidos PSC, PR, PSB e PP – neste, inclusive, conseguiu 12.408 votos nas eleições para vereador em 2016. Mesmo sendo o mais votado da sigla, não conseguiu se eleger.