Gustavo Mendanha deve assumir comando do Podemos e partido pode ir para oposição

Articulação foi encampada pelo secretário de Relações Institucionais de Aparecida de Goiânia, Felipe Cortez, que integra a direção nacional do partido

André Rosa, Fábio Passaglia, Renata Abreu e Gustavo Mendanha
Gustavo Mendanha assume comando do Podemos e partido ruma para oposição (Foto: Reprodução)

Com Francisco Costa

Gustavo Mendanha (MDB) deve assumir o Podemos em Goiás após articulações junto à presidência nacional do partido. Com isso, tanto José Nelto, atual presidente, quanto Professor Alcides (Progressistas), que postulava o comando, foram deixados para trás pelo prefeito de Aparecida de Goiânia.

Gustavo Mendanha busca se fortalecer para candidatura ao governo do Estado em 2022. A expectativa é que o gestor deixe o MDB nas próximas semanas. Uma fonte do Mais Goiás disse que a articulação foi encampada pelo secretário de Relações Institucionais de Aparecida de Goiânia, Felipe Cortez, que integra a direção nacional do partido.

Com a chegada de Gustavo Mendanha, o Podemos, que hoje integra a base do governo Ronaldo Caiado (DEM), ruma para a  oposição. Além de estremecer relação do prefeito de Aparecida com o deputado federal Professor Alcides, que articulava junto a direção nacional do partido.

Quem comanda o Podemos em Goiás?

O grupo político de Gustavo Mendanha deve assumir a executiva partidária no Estado. A configuração, segundo a fonte, seria o secretário municipal da Fazenda, André Rosa. Além do titular da Casa Civil, Fábio Passaglia, como vice.

O prefeito de Aparecida encontrou com a presidente nacional do Podemos, Renata Abreu, em São Paulo, nesta semana para fechar o acordo.

Apoio do MDB a Caiado

As mudanças ocorrem no momento em que o presidente do MDB, Daniel Vilela, formalizou aliança com Caiado. O governador inclusive anunciou o emedebista como seu candidato a vice-governador no ano que vem.

Gustavo Mendanha era partidário de uma candidatura própria do MDB ao governo do estado, mas foi derrotado.

Atualização

Após repercussão, pelo Twitter Gustavo Mendanha reforou que ainda não deixou o MDB, mas que deve fazer nesta semana. O texto foi publicado ainda no sábado.

“Esclareço que ainda não me desfilei do MDB, o que deve ocorrer, infelizmente, na próxima semana, e só vou definir a nova filiação partidária após ouvir todos que desejam construir um projeto de governo inovador, moderno e alternativo ao atual governo estadual.”

Ainda segundo o prefeito – já neste domingo (26), ele vai dialogar com líderes políticos e a sociedade antes de definir a sigla. “Para definir em qual partido vou me filiar, diferente da forma que fizeram a aliança MDB e DEM, sem respeitar a democracia, eu como oposição a esse gov. autoritário, vou dialogar com os líderes políticos e, sobretudo, com a sociedade. Ouvindo todos os segmentos.”