Gusttavo Lima é processado por mulher que teve telefone divulgado em música

Autora do pedido na Justiça quer R$ 105 mil do sertanejo

Gusttavo Lima (Foto: Divulgação)

Uma mulher entrou na Justiça contra o cantor Gusttavo Lima por um motivo inusitado. É que o número de telefone que o sertanejo canta na música “Bloqueado” coincidentemente é o mesmo da autora do processo. Agora, além de pedir que o músico mude a letra da canção, ela quer uma indenização de R$ 105 mil por relatar sofrer com trotes e importunações.

O processo tramita na 24ª Vara Cível desde dezembro. Procurado, Gusttavo Lima ainda não havia respondido por meio de sua assessoria. A música não é composta pelo sertanejo.

Não é a primeira vez que Gusttavo Lima é processado

Esta não é a primeira vez que Gusttavo Lima é processado. Em setembro de 2020, o compositor goiano André Luiz Gonçalves da Silva, conhecido como De Lucca, ganhou na Justiça o direito de continuar movendo uma ação contra Lima.

Em 2016, De Lucca processou o sertanejo, pedindo R$ 20 milhões por danos morais. Ele afirma ser o único compositor da música “Fora do Comum“, gravada por Gusttavo em 2011.

De Lucca alega que Gusttavo Lima pediu para que ele gravasse a música e mandasse para ele. “Passou uns dias ele me ligou dizendo que só gravaria se eu aceitasse fazer uma sociedade”, declarou o compositor à jornalista Fábia Oliveira.

“Aceitei de boa fé. Achei que ele só acrescentaria o nome dele na composição, mas ele editou metade da música e registrou como 50% sendo de autoria dele. Para não perder tudo eu fui em outra editora pra registrar os meus 50% e não deixar de receber, porque quando eu fui registrar 100% da música no meu nome ele já havia feito o registro de metade. Ganhou esses anos todos com execuções nas rádios, plataformas digitais, além das vendas de CD’s e DVD’s”, disse De Lucca.

LEIA TAMBÉM:

+ Maraisa manda cantada para Sergio Marone e ator responde: vídeo

+ Lucas Lucco testa positivo para covid-19 e posta foto de ivermectina

+ Murilo Huff pergunta para Maiara se ela voltou com Fernando Zor: vídeo

*Com informações do F5