Halsey ataca políticas anti-LGBTQ durante show em Moscou

A cantora passou pela capital da Rússia na turnê de seu novo disco, 'Hopeless Fountain Kingdom'

Em sua turnê mundial para a divulgação do disco Hopeless Fountain Kingdom, Halsey cantou na cidade de Moscou nesta terça-feira (22). Durante o show na capital da Rússia, a cantora criticou as prisões e assassinatos de gays e bissexuais que acontecem no país, conhecido pelas políticas anti-LGBTQ de seu atual presidente, Vladimir Putin,

No seu Instagram oficial, Halsey disse sentir-se azarada em Moscou, “com medo de que a polícia me mantenha em custódia”. “E todas essas pessoas amam”, escreveu ela, referindo-se ao público que foi à sua apresentação. “Eu escrevi algumas músicas sobre mulheres que dormem comigo, eu consegui um arco-íris a 10 pés acima de mim”, continua o post.

“Ninguém pode me julgar. Não espere menos de mim. Em todos esses rostos (de seus fãs russos), há grandeza entre mim. Eu te amo, Moscou. Vocês estavam incríveis esta noite”, finaliza.