Homem descumpre medida protetiva e invade o serviço da ex-mulher para matá-la

Antes de pular muro e arrombar a porta, agressor enviou áudios em que disse que colocaria fim à vida da ex-companheira

Homem descumpre medida protetiva e invade o serviço da ex-mulher para matá-la (Foto: Polícia Militar)
Homem descumpre medida protetiva e invade o serviço da ex-mulher para matá-la (Foto: Polícia Militar)

Um homem de 37 anos foi preso e autuado em flagrante após tentar matar a ex mulher a facadas, em Aparecida de Goiânia. Antes de invadir a casa onde a vítima trabalhava, ele enviou áudios para um amigo, afirmando que já tinha decidido que daria fim à vida da ex companheira.

“Eu vou matar a L. daqui a pouquinho. Eu sei, mas já estou aqui na porta dela, é só invadir a casa”. Enviadas em dois áudios de whatsapp, as ameaças acabaram por se confirmar, e só não terminaram realmente em morte porque moradores da casa onde uma mulher de 33 anos trabalhava, ajudaram a conter o agressor até a chegada da Polícia Militar.

Era manhã de quinta-feira (7), quando moradores de uma casa na Vila Mariana foram surpreendidos por um homem, que, no portão, gritava pelo nome da ex. Ao perceber que não teria sua entrada autorizada, o homem, que usava uma capuz preto, e estava armado com uma faca, subiu no muro, destravou o portão, entrou na garagem, e tentou arrombar a porta.

Homem descumpre medida protetiva e invade o serviço da ex-mulher para matá-la (Foto: Polícia Militar)

Homem descumpre medida protetiva e invade o serviço da ex-mulher para matá-la (Foto: Polícia Militar)

Vidros quebrados por ele chamaram a atenção de vizinhos, e acordaram os dois filhos da moradora, que trancou as portas para tentar proteger sua funcionária. Com uma chave de fendas, o homem arrombou a porta e entrou na casa, mas, ao partir para cima da mulher com a faca, foi agarrado por ela, e pela patroa.

Homem levou abraçadeiras de plástico para algemar vítima e testemunhas

A luta corporal durou alguns minutos, e provocou hematomas tanto na ex mulher do agressor, quanto na patroa dela. Mesmo com a chegada de militares do 41º BPM ao local, o homem, que já tinha uma medida protetiva que o proibia de se aproximar da ex, continuou tentando esfaqueá-la. Nos bolsos dele, os policiais encontraram abraçadeiras de plástico que, confessou, seriam usadas para algemar a ex companheira, e outras pessoas que estivessem dentro da casa.

Encaminhado à delegacia, o agressor, que não teve o nome divulgado, foi autuado pelo descumprimento de medida protetiva, crime que é inafiançável, e também por tentativa de feminicídio, resistência à prisão, e violência psicológica contra a mulher. Uma nova medida protetiva também foi expedida pelo Poder Judiciário.