Homem é preso após esfaquear rival distraído com dose pinga em Goiânia

Vítima não resistiu aos ferimentos. Detido teria distraído o desafeto ao pedir dose da bebida

Suspeito que fingiu pedir dose de pinga para esfaquear homem em Goiânia é preso
Suspeito que fingiu pedir dose de pinga para esfaquear homem em Goiânia é preso (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil prendeu o suspeito de matar um homem a facadas após se aproximar da vítima e pedir uma dose de pinga, em Goiânia. O crime aconteceu no dia 23 de abril de 2017 na Praça do Trabalhador, Setor Central, mas o homem só foi preso na última quarta-feira (15).

Alexandre de Sousa Costa teria se escondido em cidades no interior de Goiás para fugir da prisão, mas foi localizado na capital.

Conforme apurado pela Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), Carlos Eduardo da Silva consumia bebidas alcoólicas na praça quando Alexandre se aproximou e pediu uma dose da bebida. Quando Carlos se distraiu para entregar a dose ao suspeito, Alexandre sacou uma faca o atingiu duas vezes com o objeto cortante. Vítima recebeu atendimento, mas não resistiu aos ferimentos.

Após o crime, o suspeito fugiu do local e desde então era considerado foragido. Durante a investigação, a polícia descobriu que o crime foi motivado por uma discussão que os dois tiveram semanas antes do homicídio. A motivação da discussão não foi divulgada.

Alexandre foi localizado e levado para o presídio da capital, onde segue à disposição do Poder Judiciário. Ele responderá por homicídio cuja a pena pode chegar a 20 anos de reclusão.

A divulgação da imagem e identificação do preso foi precedida, nos termos da Lei n.º 13.869, Portaria n.º 02/2020 – PC, de Despacho do Delegado de Polícia responsável pela investigação, tendo em vista o interesse público em fomentar a colaboração de testemunhas para elucidação de outros delitos cometidos pelos investigados.

LEIA MAIS

Suspeito de envolvimento na morte de advogado em Aruanã (GO) é preso em São Paulo

Polícia Civil de Anápolis prende autor de homicídio em boate no bairro São João

Detento é condenado por homicídio triplamente qualificado após matar colega de cela com 50 facadas em Anápolis 

*Jeice Oliveira compõe programa de estágio do Mais Goiás sob supervisão de Hugo Oliveira