Homem é preso no Tocantins após assassinar a ex-namorada em Anápolis

Manoel Oliveira, acusado de cometer o feminicídio contra a ex foi preso enquanto fugia para sua cidade natal no estado do Pará.

Após compartilhamento de informações, o autor foi preso pela PRF. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Após compartilhamento de informações, o autor foi preso pela PRF. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Manoel Oliveira, de 23 anos, acusado de ser autor do feminicídio contra a ex-namorada, Erica de Sousa, de 17 anos, foi preso nesta sexta-feira (26). A informação foi confirmada pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH). Erica foi esfaqueada na noite da última quarta-feira (24) em Anápolis e não resistiu aos ferimentos. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu o homem em um ônibus enquanto ele fugia para a cidade onde nasceu no estado do Pará.

O investigado, segundo a polícia e relatos de familiares, não aceitava o término do relacionamento com a vítima.

Segundo o delegado Wlisses Valentim, após troca de informações, o suspeito fugia em um ônibus rumo a Garrafão do Norte (PA), cidade onde nasceu, mas foi localizado e preso na altura de Palmeiras do Tocantins (TO). A PRF prendeu o autor em flagrante com o apoio da Polícia Militar da região.

Feminicídio

Erica de Sousa foi alvo de golpes de faca dentro do quarto da residência que ela morava na noite de quarta-feira (24), no Setor Industrial Munir Calixto, em Anápolis. Ela chegou a ser socorrida, mas, faleceu durante a madrugada de quinta-feira (25) no Hospital Estadual Dr. Henrique Santillo (HEANA).

Desde o ocorrido, Manoel era apontado como autor do feminicídio, inclusive uma testemunha afirmou à Polícia Civil que viu o suspeito fugindo do local após a vítima gritar por socorro.