Homem é preso por golpe de quase R$7 mil contra idosa, em Goiânia

Suspeito é acusado de se passar pela filha de uma idosa de 79 anos que mora em Parati, no Rio de Janeiro

Homem é preso por golpe de quase R$7 mil contra idosa, em Goiânia
Homem é preso por golpe de quase R$7 mil contra idosa, em Goiânia - (Foto ilustrativa: Reprodução - FreePik)

Um homem de 22 anos foi preso na tarde da última quarta-feira (24), suspeito de se passar pela filha de uma idosa de 79 anos que mora em Parati, no Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Civil de Goiás (PC-GO), a mulher teve um prejuízo de aproximadamente R$ 7 mil, desse montante cerca de R$ 2 mil foram bloqueados. O acusado foi preso no Residencial Ana Moraes, em Goiânia.

De acordo com a PC, o homem confessou ter participado do crime. As investigações revelam, que a vítima foi enganada durante os dias 21, 22 e 23 de novembro.

Golpe: idosa acreditava que estava em contato com a filha

A idosa teria recebido mensagens por aplicativo de conversa de alguém se passando por sua filha, oportunidade em que o suspeito solicitou transferências de quantia em dinheiro e pagamento de um boleto.

A PC identificou que em 19 de novembro foi feita transferência, via PIX, no valor de R$ 990. No dia 20 seguinte a mulher realizou a transferência de R$ 3.700 e por último, no dia 23 a vítima pagou um boleto de R$ 1.900. Somente após realizar todas as transações, foi que ela percebeu que se tratava de um golpe.

O grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (GREF/DEIC) iniciou as diligências e investigações visando a localização dos autores.  Após levantamento, os investigadores prenderam um dos autores que confessou ser o beneficiário do pagamento do boleto no valor de R$ 1.900.

O criminoso também afirmou saber que sua conta seria usada para recebimento de dinheiro ilícito, mas que não chegou a ficar com nenhum valor, pois o dinheiro recebido via boleto bancário logo foi bloqueado pelo banco.

Goiânia: Inquérito deve ser concluído em 10 dias

O suspeito acabou confessando a participação no crime. A PC informou que ele foi recolhido no presídio e, após a comunicação de sua prisão, passará à disposição da Justiça. Já o inquérito policial deve ser concluído em 10 dias.