Homem é suspeito de matar outro com tiro no rosto por causa de marmita

O caso ocorreu na noite do último dia 13, sábado, em Caiapônia

Foto: PCGO

O caseiro de uma fazenda foi preso na madrugada deste domingo (14), na BR-158, próximo ao município de Caiapônia, suspeito de ter matado outro com um tiro de espingarda no rosto em uma zona rural localizada a cerca de 10 quilômetros do município. Segundo a polícia, o crime teria sido motivado pelo fato de a vítima, um motorista da fazenda, não ter buscado uma marmita preparada pelo suspeito. O homem teria ficado insatisfeito por causa do “desperdício de comida” gerado pela situação.

O caso ocorreu na noite do último dia 13, sábado. Conforme informações da Polícia Civil, a corporação recebeu informações dando conta de que dois funcionários da fazenda haviam discutido e um deles atirou no outro. Os policiais acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas se depararam com a vítima já morta quando chegaram ao local.

A polícia interrogou as testemunhas do crime, que relataram que o homicídio foi motivado por uma marmita. Segundo os relatos, a vítima era motorista da fazenda e não havia buscado uma marmita que é fornecida a ele e preparada pelo suspeito, caseiro da propriedade. O homem, aborrecido com a situação, uma vez que a marmita acabou desperdiçada, cobrou a vítima sobre a comida e, após a discussão, efetuou disparo com uma espingarda calibre .36 no rosto da vítima.

Prisão

Após o crime, o Instituto Médico Legal (IML) e a Polícia Técnico-científica foram acionados e fizeram as devidas perícias no local. Já a Polícia Civil deu início às diligências em busca do suspeito. Por volta de 1h30 de hoje, domingo, os policiais receberam a informação de que um homem estava nas proximidades da BR-158, Caiapônia sentido Jataí. Lá, os policiais encontraram o autor escondido no meio de uma lavoura.

Ele foi preso em flagrante recolhido na Unidade Prisional de Caiapônia, ficando a disposição da Justiça.