Polícia prende suspeito de matar homem por causa de dívida de R$ 1,5 mil em Aloândia

Existe a suspeita de que o valor da dívida poderia ser maior

Homem mata outro com 6 tiros dentro de curral por dívida entorno de R$1.500, em Alôandia
Homem mata outro com 6 tiros dentro de curral por dívida entorno de R$1.500, em Alôandia - Foto: reprodução Instagram

A polícia prendeu um homem suspeito de matar outro dentro de um curral com seis tiros, em Alôandia – município próximo a Pontalina. O delegado responsável pelo caso, Pedro Democh, afirma que o crime foi motivado por uma dívida de R$ 1,5 mil, a princípio. A polícia tem indícios de que a vítima já havia sido ameaçada.

“A princípio seriam R$1.500, mas acreditamos que essa dívida aumentou ao longo do tempo. O autor foi preso preventivamente, e nós tivemos novas informações que apontam que ele foi o autor do homicídio”, disse o delegado ao Mais Goiás.

Apesar de ter negado que ele estava na cidade de Aloândia no dia do crime, ele foi coincidentemente parado por uma blitz nas proximidades em que ocorreu o fato, e ficou nítido que ele estava mentindo”, completa .

O fato

O crime aconteceu no último dia 3 de agosto. A vítima que não teve a identidade revelada, foi morta  no momento em que trabalhava na ordenha do gado, e encontrava-se no curral da propriedade quando o autor chegou em um carro branco, estacionou e desferiu os disparos contra o tórax do homem.

A equipe da Polícia Civil da Subdelegacia de Aloândia, representada pela equipe do município de Pontalina se deslocou até o local do crime, apreendendo provas e ouvindo  testemunhas.

Três dias após o fato, indícios indicaram autoria e a prisão preventiva do investigado foi representada.