Homem que matou 3 pessoas em Corumbá debochou de tentativa de feminicídio

Ao narrar os fatos em Juízo, ele riu e afirmou que não se lembrava do ocorrido, pois havia feito uso de drogas e álcool

Wanderson Mota, homem procurado por matar 3 pessoas em Corumbá, debochou de uma tentativa de feminicídio cometida por ele em Goianápolis. (Foto: reprodução)
Wanderson Mota, homem procurado por matar 3 pessoas em Corumbá, debochou de uma tentativa de feminicídio cometida por ele em Goianápolis. (Foto: reprodução)

Wanderson Mota Protácio, homem procurado por matar três pessoas em Corumbá, debochou de uma tentativa de feminicídio cometida por ele em Goianápolis, em 2019. Ao narrar os fatos em Juízo, ele riu e afirmou que não se lembrava do ocorrido, pois havia feito uso de drogas e álcool. O processo tramita no Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) e a sentença ainda não foi decretada.

Um vídeo obtido pelo Correio Braziliense mostra o depoimento de Wanderson em Juízo (assista abaixo). No registro, é possível ver o momento em que o procurado dá detalhes sobre o crime. Inicialmente, o homem confessou o crime, mas afirmou que não se recordava do acontecido.

Logo ao ser questionado sobre o crime, Wanderson ri e abaixa a cabeça. “Eu estava muito bêbado, drogado, não lembro o que aconteceu e o que fiz”, relatou à época. Ao ser questionado sobre um suposto pedido de ajuda para terceiros socorrem a vítima, o homem faz novo deboche e risos. “Eu corri e resisti […] entrei dentro de uma casa e me pegaram […] eu pedi ajuda pra mim se esconder (sic)”, disse enquanto ria.

Após ser confrontado, homem que matou 3 em Corumbá e debochou de tentativa de feminicídio deu detalhes do crime

Depois de ser confrontado pela juíza, Wanderson passou a dar detalhes da tentativa de feminicídio em 2019. O crime ocorreu no dia 8 de dezembro daquele ano, quando o homem chegou em casa sob efeito de drogas e álcool.

Em depoimento, ele contou que chegou na residência com uma faca na mão e obrigou a vítima a entrar em um quarto.
Diante da resistência da mulher, o acusado desferiu diversos golpes de faca contra a vítima, que estava de costas. O homem narrou, também, que nunca teve nenhum tipo de relacionamento com a vítima.

Segundo o agressor, a faca chegou a quebrar durante o crime. Depois disso, ele fugiu pulando os muros e se escondeu em uma casa próxima, onde foi localizado pela Polícia. A mulher foi socorrida por vizinhos e levada ao hospital.