Homenagens e legado marcam aniversário de 88 anos de Iris Rezende nesta quarta (22)

O decano morreu no dia 9 de novembro após complicações causadas por Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico

Despedida de Íris Rezende em Goiânia - Ex-governador de Goiás e ex-prefeito de Goiânia, Iris Rezende
Homenagens e legado marcam 88 anos de Iris Rezende (Foto: Jackson Rodrigues)

O ex-governador e ex-prefeito Iris Rezende Machado comemoraria 88 anos neste 22 de dezembro. A memória de um dos nomes mais importantes da política goiana ainda permeia o imaginário e as homenagens feitas pela classe política em Goiânia e Goiás. O decano morreu no dia 9 de novembro após complicações causadas por Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico (AVCH).

Uma das principais homenagens parte do governador Ronaldo Caiado (DEM), que nos últimos anos se aproximou de Iris Rezende. Trata-se de um tributo a ser realizado no Teatro Goiânia, às 18h30, nesta quarta-feira, com abertura de exposição fotográfica e apresentações artísticas.

“Queríamos estar, no dia 22, comemorando mais um ano ao lado de Iris, ouvindo seus conselhos, desfrutando de sua sabedoria política para nos ajudar a tomar decisões políticas para os goianos”, disse Caiado.

Homenagens a Iris Rezende

Desde a morte de Iris Rezende, a classe política goiana tem promovido homenagens, como tentativa promover mudanças de logradouros e instalações públicas. Uma delas foi aprovada pela Câmara Municipal de Goiânia para mudar o nome da Avenida Castelo Branco, que homenageia o primeiro presidente da ditadura militar, para Avenida Iris Rezende.

No entanto, o Sindicato do Comércio Varejista no Estado de Goiás se manifestou contrário à mudança pois poderia prejudicar o comércio local, que conta com mais de 600 lojistas.

Outra homenagem trata da mudança do nome do Aeroporto Internacional de Goiânia – Santa Genoveva, para inclusão do nome de Iris Rezende, através de um projeto de lei aprovado no Senado, de autoria de Luiz do Carmo (MDB). Entretanto, a família de Altamiro de Moura Pacheco, doador do terreno onde está localizado o terminal, contestou a homenagem.

Há também previsão de nomear trecho da GO-020, entre Bela Vista e Catalão; inclusão de “Iris Rezende” na Avenida Anhanguera; no Paço Municipal; no Bosque dos Buritis e no Morro da Serrinha. O Parque Mutirama já ganhou o nome do emedebista.

Legado do emedebista

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, relembrou a última conversa com o ex-governador Iris Rezende (MDB) durante o velório do emedebista. Segundo ele, o ex-prefeito de Goiânia disse que determinaria a Paulo Ortegal e Daniel Vilela que antecipasse a reunião com lideranças do MDB para viabilizar a aliança do partido com o gestor estadual para o pleito do ano que vem. Essa era uma das marcas do político goiano: participação.

A trajetória política de Iris Rezende se confunde com a história dos últimos 50 anos de Goiânia e de Goiás. Eleito vereador na capital goiana ainda em 1958, o emedebista ascendeu até se tornar prefeito da capital por quatro vezes, bem como governador por outras duas. Também foi senador, além ministro de Estado em duas oportunidades. Iris continuou ativo até se aposentar, em 2020, relegando marcas profundas na maneira de se fazer política no Estado.