Igreja católica mantém a exigência do uso de máscaras durante missas em Anápolis

Decreto municipal torna facultativo o uso da proteção em lugares fechados desde a última segunda-feira

Fiéis usando máscaras de proteção durante missa em igreja de anápolis
Mesmo com o fim da obrigatoriedade, fiéis católicos continuarão a usar máscaras nas missas em Anápolis ( Foto: Divulgação- Paróquia Cristo Rei)

Diocese de Anápolis orienta que os fiéis católicos continuem utilizando máscaras faciais durante as missas e outros eventos religiosos. O motivo dessa orientação foi divulgado em comunicado do Bispo Diocesano Dom João Wilk. Desde o último sábado (12), tornou-se facultativo o uso de máscaras em locais fechados em toda a cidade.

“Conforme determinado na última reunião do clero, em caso de aglomeração de pessoas por um tempo prolongado, mantenha-se obrigatório o uso de proteção facial tanto nas santas missas como durante encontros de pastorais e movimentos”, diz Dom João.

Dom Dilmo Franco, bispo auxiliar da diocese, reforça que a pandemia ainda não acabou e que existem sinais de intensificação da Covid-19 no mundo. Por isso, o religioso afirma que é melhor aguardar o resultado dessa liberação.

“É um zelo que devemos ter, pois esses locais também são frequentados por idosos e pessoas com comorbidades. A vida é muito importante, e não podemos fazer dela uma roleta russa”, afirmou Dom Dilmo, em entrevista à Rádio São Francisco FM.

“Se Deus quiser, e se houver um resultado positivo dessa liberação, logo ficaremos livres das máscaras em todos os ambientes. Por hora, que continuemos usando a proteção nesses locais fechados”, concluiu.

Decreto torna facultativo o uso de máscaras na cidade

Em edição extra desse sábado, 12, o Diário Oficial do Município de Anápolis publicou decreto que tira a obrigatoriedade do uso de máscara pelo cidadão e revoga medidas de controle tomadas desde o início da pandemia com o objetivo de conter o avanço da Covid-19.

Segundo a prefeitura, a decisão do é respaldada por nota técnica da Secretaria Municipal de Saúde, publicada na mesma data, considerando os índices de vacinação no município e a redução de novos casos e queda no número de óbitos provocadas pela doença.