Investigação de desvio de recursos públicos em Formosa tem vereador como alvo

Ex-procurador da Câmara municipal e motorista também são investigados

Investigação de desvio de recursos públicos em Formosa tem vereador como alvo
Investigação de desvio de recursos públicos em Formosa tem vereador como alvo (Foto: MPGO)

Operação do Ministério Público de Goiás (MPGO) cumpriu na manhã desta quarta-feira (22) quatro mandados de busca e apreensão no âmbito da Operação Gestas. A ação investiga supostos desvios de recursos públicos ocorridos na Câmara de Vereadores de Formosa no ano passado, por meio de pagamento ilegal e fraude em diárias de viagens oficiais.

Segundo o Ministério Público, os investigados são um vereador em exercício, à época presidente da Casa de Leis (Acinemar Gonçaves Costa, o Nena), o ex-procurador jurídico da Câmara naquele mesmo período, além do ex-motorista do parlamento. O caso segue em investigação para verificar se existem outros envolvidos.

Vale citar, a justiça da 3ª Vara Criminal de Formosa autorizou a ação, nesta quarta. O MPGO contou com a Polícia Civil para o cumprimento dos mandados.

Ao Mais Goiás, João Marcelo, que é advogado de Nena e o ex-procurador da Casa, disse que tanto ele quanto o vereador foram surpreendidos – um dos mandados foi cumprido no escritório do jurista. No entendimento de ambos, eles poderiam ser chamados para esclarecer qualquer inconsistência em relação ao seu mandato por intimação.

O escritório de Marcelo também emitiu uma nota:

“Recebemos o mandado para a apreensão do notebook de trabalho do dr. João Marcelo Hamú Opa. Trata-se de uma investigação de áreas de quando o mesmo foi procurador jurídico da Câmara Municipal de Formosa.

Salientamos que todo o trabalho, seja no escritório, seja em órgão público do dr. João Marcelo, sempre foi pautado na ética e moralidade.

Temos convicção e a certeza que não há nenhuma irregularidade.

Nos colocamos à disposição da justiça para quaisquer esclarecimentos e acreditamos que as medidas tomadas são muito nocivas, pois, tudo poderia ser resolvido com uma simples intimação.

Permanecemos firmes na defesa de nossos clientes e no direito de todos eles, isso inclui os advogados do nosso escritório.

Estaremos sempre à disposição para quaisquer esclarecimentos dos órgãos públicos, dos nossos clientes, imprensa e toda população.

Contamos com a compreensão e confiança de todos.”