Iphan autoriza plataformas de embarque do BRT na Praça Cívica

Segundo o instituto, a demora ocorreu porque tiveram avaliações específicas de impacto visual na praça

Iphan autoriza plataformas do BRT na Praça Cívica, após prefeitura acatar sugestões
Iphan autoriza plataformas do BRT na Praça Cívica, após prefeitura acatar sugestões (Foto: Jucimar de Sousa - Mais Goiás)

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) autorizou a implantação das plataformas de embarque e desembarque de passageiros do BRT na Praça Cívica. A previsão é que as obras terminem em seis meses.

Segundo o Iphan, a demora ocorreu porque tiveram avaliações específicas de impacto visual na praça. A prefeitura, contudo, acatou as mudanças sugeridas. O parecer saiu na última quarta-feira (10).

O instituto avalia, agora, a possibilidade de inserir as mesmas estruturas na Avenida Goiás. O local, que tem muitos edifícios tombados pelo instituto, pertencem ao Conjunto Arquitetônico Art Déco e Urbanístico da capital.

Inclusive, a conclusão do trecho 2 do BRT (do Terminal Recanto do Bosque até o Terminal Isidória) depende somente da definição sobre a Avenida Goiás. As informações são do jornal O Popular.