Itapuranga usa desenho de jacaré para ilustrar senhas de vacinação contra Covid

Estratégia dividiu opiniões na cidade. Alguns moradores reclamaram da ação, enquanto outros elogiaram a iniciativa

DIVIDIU OPINIÕES: Itapuranga usa desenho de jacaré para ilustrar senhas de vacinação contra Covid. (Foto: reprodução)
DIVIDIU OPINIÕES: Itapuranga usa desenho de jacaré para ilustrar senhas de vacinação contra Covid. (Foto: reprodução)

A Prefeitura de Itapuranga dividiu opiniões na campanha de vacinação contra Covid-19 na cidade. Isso porque as senhas distribuídas na quinta-feira (26) contavam com o desenho de um jacaré. O animal virou alvo de piada nas redes sociais no final de 2020, após fala do presidente Jair Bolsonaro sobre eventuais efeitos colaterais: “se você virar um jacaré, é problema seu”, disse ao fazer menção à vacina da farmacêutica Pfizer.

Segundo moradores de Itapuranga, como a cidade está vacinando a população mais jovem, de 20 anos, a Prefeitura criou campanhas para adesão da vacinação. Uma delas foi a utilização do jacaré nas senhas distribuídas à população na feira coberta e Centro Cultural do município.

A iniciativa causou polêmica e dividiu opiniões. Ao Mais Goiás, um morador que preferiu não se identificar disse que as estratégias para atrair os jovens é de grande valia. “Talvez eles tenham errado ao tocar em um assunto que divide opiniões, mas se a ideia inicial foi chamar atenção para a causa…conseguiram!”, disse.

 

Itapuranga usa desenho de jacaré para ilustrar senhas de vacinação contra Covid e divide opiniões

Nas redes sociais, houve quem defendeu a iniciativa e quem criticou a ideia. “Se tem jacaré, crocodilos ou dinossauros pouco me importa nesse momento. Preocupe com a vacina”, disse um internauta. “Eu adorei a piada”, comentou outra. Parabéns pela ideia, teve boa aceitação entre os jovens e os que realmente se importam com a saúde. Objetivo atingido!”, afirmou um terceiro.

Por outro lado, muitos moradores criticaram a ação. “Meu Deus que mulecagem (sic)”, escreveu uma. “Vergonhoso”, disse outro. “Se foi uma piada do Governo Federal, acho que o modelo de sátira não deveria ser seguido pela administração municipal”, argumentou um internauta.

Em nota, a Prefeitura de Itapuranga disse que a iniciativa teve objetivo proporcionar descontração ao público jovem que seria contemplado com a vacina. A ideia, segundo o texto, foi chamar a atenção dessa faixa etária para a importância da vacina, de forma divertida através de símbolo nacionalmente conhecido como “meme” e amplamente utilizado nas redes sociais a respeito de efeito colateral da imunização, “visando, unicamente, a interação positiva com este público mais jovem”.

“Reiteramos que, em momento algum, a ideia assumiu qualquer vinculação de cunho partidário, muito menos a intenção de denegrir à população itapuranguense, que possui liberdade ideológica política, razão pela qual reiteramos nosso compromisso com o objetivo principal da vacinação contra COVID-19 que é garantir a imunização de toda a comunidade e nos desculpamos publicamente àqueles que se sentiram constrangidos com a mensagem”, diz a nota.

 

 

Relembre a polêmica envolvendo o animal

No final do ano passado, a fala de Jair Bolsonaro acerca de “virar jacaré” ao tomar a vacina contra a Covid virou alvo de piadas e memes. À época, o discurso do presidente ocorreu em tentativa de justificar os atrasos sobre as negociações com a Pfizer.

Na ocasião, ele afirmou que não se responsabilizaria por efeitos colaterais sofridos por quem arriscasse tomar a vacina. “Se você virar um jacaré, é problema seu. Se virar um super-homem, se nascer barba em mulher ou homem falar fino, ela [Pfizer] não tem nada com isso”, disse.

Nota da Prefeitura:

A Coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica do Município de Itapuranga vem a público esclarecer que a distribuição de senhas ocorrida na quinta-feira (26/08) durante a campanha de vacinação contra COVID-19, teve como objetivo proporcionar descontração ao público jovem que seria contemplado com a vacina.

Considerando que a etapa de vacinação está sendo destinada ao público de 20 anos +, a ideia foi chamar a atenção dessa faixa etária para a importância da vacina, de forma divertida através de símbolo nacionalmente conhecido como “meme” e amplamente utilizado nas redes sociais a respeito de efeito colateral da imunização, visando, unicamente, a interação positiva com este público mais jovem.

Reiteramos que, em momento algum, a ideia assumiu qualquer vinculação de cunho partidário, muito menos a intenção de denegrir à população itapuranguense, que possui liberdade ideológica política, razão pela qual reiteramos nosso compromisso com o objetivo principal da vacinação contra COVID-19 que é garantir a imunização de toda a comunidade e nos desculpamos publicamente àqueles que se sentiram constrangidos com a mensagem.