FolhaPress

Ivermectina teve aumento de 1.230% nas vendas em 2020, diz farmacêutica à CPI

Vitamedic enviou dados à comissão que mostram salto de 5,7 milhões de caixas, em 2019, para 75,8 milhões

Caixas de ivermectina, remédio que não tem eficácia comprovada contra Covid-19 - Reprodução
Caixas de ivermectina, remédio que não tem eficácia comprovada contra Covid-19 - Reprodução

Informações enviadas para a CPI da Covid pela farmacêutica Vitamedic mostram que a venda de caixas de Ivermectina pela empresa aumentou 1.230% em 2020 se comparado com 2019, ano anterior ao início da pandemia de Covid-19.

A ivermectina é um medicamento para tratar verminoses, mas tem sido indicada para o tratamento de Covid-19 mesmo sem eficácia comprovada.

Segundo os dados enviados pela Vitamedic à CPI, em 2019, as “unidades de venda ao consumidor”, que são as caixas com 2, 4 e 500 comprimidos, somaram 5,7 milhões.

Em 2020, esse número saltou para 75,8 milhões, ou seja, quantidade 13,3 vezes maior que no ano anterior.

A Vitamedic enviou os dados após requerimento do senador Humberto Costa (PT-PE), integrantes da CPI.

O medicamento é um dos que integra o chamado “kit covid”, grupo de remédios sem eficácia comprovada mas cujo uso é defendido pelo presidente Jair Bolsonaro e por seus apoiadores.