Jair Ventura destaca a importância da força defensiva do Goiás no Brasileirão

Atualmente, o Goiás soma 8 pontos e ocupa a 13ª colocação no Brasileiro Série A

Técnico Jair Ventura do Goiás em jogo diante do Santos
Técnico Jair Ventura do Goiás em jogo diante do Santos. Foto: Heber Gomes - Mais Goiás

O Goiás chegou a sua segunda vitória no Brasileirão Série A e ao terceiro jogo sem perder na competição. Nos dois triunfos, sobre Santos e Atlético Goianiense, o destaque ficou para o sistema defensivo, que não sofreu gols e o técnico Jair Ventura fez questão de destacar essa força do time esmeraldino nas últimas partidas.

“Estou feliz, vínhamos de um momento muito ruim, com 8 jogos sem vencer e agora são três sem perder. Um contra o atual campeão brasileiro, outro em um clássico e outro contra uma equipe do G4. Quando conseguimos parar de sofrer gols conseguimos as vitórias. O mais importante foi sair da zona de rebaixamento e hoje conseguimos andar mais três casas na competição”, disse o treinador.

Jair Ventura também destacou que o time está sabendo sofrer nas partidas. Apesar de ter sido muito atacado nas últimas partidas, a defesa se postou bem. Para o treinador esmeraldino, agora o momento será de conseguir bons resultados aliado a bons jogos.

“A gente quer performance e resultado, hoje estamos conseguindo o resultado. Agora é trabalhar para conseguir encher os olhos, para que possamos vencer e convencer. Não queremos sofrer, mas muitas vezes não dá, porém agora estamos há três jogos sem perder”, disse.

O comandante alviverde também comentou sobre algumas opções na equipe titular. Nicolas, artilheiro da equipe na temporada, e já recuperado de lesão, o treinador destacou que o fato dele estar no banco é por opção do próprio comandante.

“No futebol pode tudo. Pode jogar o Elvis com o Fellipe Bastos, pode o Nicolas com o Pedro Raul, vai depender do que o jogo me entrega e o que preciso. São as convicções do treinador. As vezes passamos por teimoso, mas pode ter certeza, não faço nada para contrariar ninguém e sim para fazer o melhor para o Goiás”, disse o comandante.