Jô Soares fez piadas com a própria morte em 2014; relembre

Há oito anos, apresentador ficou internado cerca de um mês para tratar uma pneumonia

Há oito anos, apresentador ficou internado cerca de um mês para tratar uma pneumonia. Jô Soares já fez piada com a própria morte em 2014
(Reprodução/Rede Globo)

Internado desde o dia 28 de julho no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, o humorista Jô Soares morreu aos 84 anos na madrugada desta sexta-feira (5). A causa da morte não foi divulgada. Em meio a diversas homenagens ao apresentador, internautas relembraram quando o próprio fez piadas envolvendo boatos de que teria morrido, isso lá em 2014.

Na época, Jô ficou internado cerca de um mês para tratar uma pneumonia. Quando retornou à Globo para gravar o primeiro programa após o problema de saúde, antes de soltar o famoso “beijo do gordo” ao final da gravação, o apresentador aproveitou para tirar sarro das fake news que afirmavam que ele tinha falecido.

“Minha internação renderia um livro”

Divertindo-se com os boatos que surgiram sobre seu diagnóstico, Jô Soares citou uma série de doenças que teriam sido atribuídas a ele, como “espinhela caída, andaço, quebranto e beribéri”. Tudo menos a verdadeira, pneumonia, que ele fez questão de explicar que é curada com o uso de antibiótico.

“Tive uma parada cardíaca depois da morte”

“Entre todas as doenças que me atribuíram, teve uma que, com certeza, ganhou o prêmio de originalidade: disseram que eu havia sofrido uma parada cardíaca depois de morto. Quer dizer, virei zumbi”, brincou. Ele ainda imitou um morto-vivo e arrancou gargalhadas da plateia.

Pelo menos um café

“Um repórter ligou para o Dráuzio Varella perguntando se valia a pena mandar equipe para cobrir minha saída do hospital. Ele disse que sim, e que um bar servia um café ótimo atrás do hospital. Eu já estava em casa”, brincou Jô, que na ocasião havia saído pela porta dos fundos do Sírio-Libanês.

++ Políticos goianos lamentam a morte de Jô Soares; veja

“Se o Dráuzio fosse ginecologista, eu teria sofrido um aborto”

Na época a imprensa divulgou, erroneamente, que Jô estaria com câncer no pulmão, o que justificaria o envolvimento de Dráuzio Varella no caso. O médico é famoso por tratar pacientes que sofrem da doença. O que muitos não sabiam era que os dois eram amigos há décadas, por isso o humorista soltou: “Se o Dráuzio fosse ginecologista, eu teria sofrido um aborto”.

“Espero que meu obituário seja solto em 20 anos”

Por fim, Jô Soares ficou emocionado com as demonstrações de carinho que recebeu enquanto estava internado. “Foram mais de 3 mil mensagens, desejando a minha recuperação. Valeria a pena morrer para sentir o quanto sou querido“, disse. Jô ainda acrescentou que pelo menos alguns obituários que leu traziam belos textos sobre sua carreira. Ele concluiu dizendo que esperava que o público se emocionasse com sua trajetória “só daqui duas décadas”.

+ Última aparição pública de Jô Soares foi tomando vacina contra Covid-19, em 2021

*Com informações do Terra