FolhaPress

Kim Kardashian e Kylie Jenner ‘recebem’ seguro-desemprego nos EUA; entenda

Socialites tiveram nomes usados em fraudes e tiveram auxílio aprovado

Kim Kardashian e Kylie Jenner 'recebem' seguro-desemprego nos EUA; entenda Kim Kardashian tem ordem de restrição contra homem que enviou pílulas do dia seguinte Kim Kardashian estreia na lista de bilionários da Forbes; confira top 10
(Foto: Reprodução Instagram)

Kim Kardashian, 40, e Kylie Jenner, 23, foram vítimas de uma fraude nos Estados Unidos. As irmãs milionárias tiveram seus nomes usados para pedir o seguro-desemprego no estado de Michigan.

Os pedidos foram feitos em maio de 2020, de acordo com o site TMZ. Neles, foi usando um endereço de Traverse City, cidade a cerca de quatro horas de Detroit.

Sem perceber a fraude com o nome das celebridades, o governo pagou mais de US$ 7 mil (R$ 36 mil) para cada uma das supostas desempregadas. Isso teria ocorrido poucos dias antes de um sistema de verificação adicional de identidade passar a funcionar.

De acordo com o jornal Detroit News, a agência de desemprego aprovou diversos pedidos de seguro-desemprego fraudulentos durante a pandemia. A publicação avalia que o percentual de pedidos inidôneos chegue a 10%.

Outro famoso que também teve o nome usado em uma fraude parecida foi John Krasinski, 41, famoso pela série “The Office” e pelo filme “Um Lugar Silencioso” (2018). No caso do ator, até uma foto dele foi usada em uma identidade falsa.

O procurador-geral do estado disse que está investigando dezenas de casos. Além disso, 10 funcionários da agência de desemprego foram demitidos.

Kim Kardashian tem ordem de restrição contra homem que enviou pílulas do dia seguinte

A socialite Kim Kardashian conseguiu na Justiça uma ordem de restrição contra um homem que mandou para a casa dela um anel de noivado de diamantes e pílulas do dia seguinte.

Segundo o TMZ, a partir de agora, o homem cujo nome é Nicholas Costanza terá de ficar longe da empresária por pelo 100 metros pelos próximos cinco anos.

Costanza chegou a ir até a mansão de Kim, onde ela vive junto com os filhos, seguranças tiveram de intervir. Os profissionais ouviram do homem que ele estava lá para buscar Kim e levá-la a um jantar romântico.

TMZ afirma que, segundo o advogado de Kardashian, Shawn Holley, as visitas aconteceram em fevereiro e maio e as encomendas não chegaram às mãos da socialite.

Recentemente, Kim se separou do rapper Kanye West, 44. E parece que ela já quer fazer a fila andar após o rompimento do casamento de seis anos. Kim estaria usando aplicativos de namoro para conhecer novos pretendentes.

Segundo uma fonte próxima a ela ao tabloide britânico InTouch Weekly, Kim, suas irmãs e amigos próximos estão usando esse artifício para descobrir quem estaria interessado na agora solteira Kardashian.

Kanye West retorna ao Instagram seguindo apenas Kim Kardashian; LEIA