Leonardo diz o que acha mais bonito em Poliana Rocha: ‘A vulva’

Sertanejo disse ainda qual música o deixa mais emocionado ao cantar

sertanejo cantor vulva Leonardo diz o que acha mais bonito em Poliana Rocha: 'A vulva'
(Foto: Reprodução Redes Sociais)

Sempre tentando ser engraçado, no último final de semana o cantor Leonardo usou o Instagram para responder perguntas enviadas pelos fãs. Ao responder uma das dúvidas, o sertanejo comentou o que acha mais bonito na mulher, a jornalista Poliana Rocha. “A vulva. Para quem não sabe o que é, é aquele negocinho de mijar”, disse o músico.

Posteriormente, Leonardo foi questionado sobre qual música o deixa mais emocionado ao cantar. Contrariando quem achou que ele citaria alguma canção da dupla que formou com o irmão Leandro, morto em 1998 após uma luta contra um câncer, o artista citou uma música de outra dupla sertaneja.

“‘Vá Pro Inferno Com Seu Amor’, do Milionário & José Rico. Chego a chorar”, declarou ele.

Ainda respondendo as dúvidas dos fãs, Leonardo afirmou que está sentindo falta do público e dos shows, interrompidos por causa da pandemia. “Nunca mais vou dizer: ‘Ah, estou cansado de tanto fazer show'”, afirmou.

Indagado se parou de beber, o sertanejo continuou na tentativa de ser engraçado: “Parei porque eu não dou conta de beber correndo, tem que parar para beber. Agora eu parei porque eu vou dormir”, disse, arrancando risadas de Poliana Rocha.

Leonardo diz à Justiça que não humilhou autor da música “Pense em Mim”

O cantor Leonardo disse à Justiça que não humilhou nem enganou o compositor Mário Soares, um dos autores do sucesso “Pense em Mim”. A afirmação do sertanejo foi feita após o autor abrir um processo, no qual ele pede uma indenização por danos morais e materiais. Soares alegou que Leonardo gravou a música em 1990 sem a sua autorização prévia.

Na ação, o compositor disse que nunca recebeu a remuneração devida pelos diretos autorais de “Pense em Mim“.

Segundo Soares, a dupla Leandro e Leonardo conheceu a canção quando ela foi cantada por um calouro em um extinto programa de talentos. De acordo com o autor, somente depois de terem incluído a música no repertório de um dos álbuns, os sertanejos o procuraram para obter a autorização, e que “não teriam feito de maneira formal”. Leia na íntegra!