Lojistas da 44 esperam R$ 100 mi com vendas para o Dia dos Pais, diz Associação

Segundo AER44, estima-se vender R$ 850 milhões para o mês dos pais; normalmente, valor fica entre R$750 milhões

Lojistas da 44 esperam R$ 100 mi com vendas para o Dia dos Pais, diz Associação
Lojistas da 44 esperam R$ 100 mi com vendas para o Dia dos Pais, diz Associação (Foto: Jucimar de Sousa)

O vice-presidente da Associação Empresarial da Região da 44 (AER44), Lauro Naves, disse ao Mais Goiás que os lojistas estão motivados para as vendas com a proximidade do Dia dos Pais (8 de agosto). A expectativa é de reaver R$ 100 milhões.

“Estamos com a expectativa muito positiva, já com a perspectiva para o Dia dos Pais, quando a gente trabalha no atacado. Normalmente, a gente trabalha com quatro finais de semana de antecedência. As pessoas já estão vindo e fazendo as compras. Estimamos vender R$850 milhões para o mês dos pais, sendo que, normalmente, comercializamos R$ 750 milhões”, aponta a chance de diferença positiva.

Para Lauro, as vendas no varejo irão se intensificar nesse período. “A região estima receber 250 mil pessoas só no último final de semana do Dia dos Pais. É um momento muito importante e motiva o lojista, que já está se preparando para as vendas de final de ano. A região está bem otimista com relação a esse momento que estamos vivendo”, reforça.

Com o ampliação do horário de funcionamento, os lojistas esperam reaver algo entorno de R$ 100 milhões, se comparado com o ano passado. “O Dia dos Pais geralmente é a quarta data que mais vende na região. Como tivemos o fechamento em março e no ano passado o fechamento no Dia das Mães estimamos que vamos reaver significativamente, que é algo entorno de R$ 100 milhões”, diz o vice-presidente da AER44.

O que mais sai?

Uma enquete realizada pela Câmara dos Dirigentes Lojistas de Goiânia (CDL) mostra que com a abertura do comércio e a crescente preferência pelas compras online, 63% dos goianieneses pretendem presentear no Dia dos Pais este ano. Mesmo que o percentual que deve ir às compras seja maior do que no ano passado, 58%, a maior parte dos compradores está receosa em aumentar gastos este ano. Ainda assim, os lojistas se mostram otimistas com a retomada das atividades, principalmente, na região da 44.

O levantamento da CDL revela, ainda, que 29% dos goianienses devem desembolsar entre R$ 80 a R$ 100; já 22% devem gastar entre R$ 100 a R$ 150; também 22% querem gastar entre R$ 50 a R$ 80; 8% entre R$ 150 a R$ 200; e 7% acima de R$ 200 com os presentes. Os produtos campeões de venda devem ser as roupas e calçados (67%). Perfumes ou cosméticos aparecem com 10%; acessórios 4%; celulares, eletroeletrônicos, serviços e acessórios para carro ou moto tiveram o percentual de 2% cada.

Segundo Lauro, entre os presentes que mais saem no Dia dos Pais estão a calça jeans e a camiseta gola polo. Além disso, para este ano é esperado ‘ticket médio no varejo’ no entorno de R$ 300.

Por fim, o representante da AER44 reforça a necessidade de que a população cumpra os protocolos sanitários. “Recomendamos que as pessoas não deixem para fazer as compras no final de semana, a região vai estar funcionando de segunda à sábado, que as pessoas venham antes para termos menos aglomeração. Mas a região está preparada para receber a todos com horário de funcionamento das 8h às 18h”, afirma.