FolhaPress

Ludmilla reclama após ser criticada por comentário machista no Twitter: “Cansei”

Até a ex-BBB Lumena Aleluia criticou as publicações da cantora

Ludmilla reclama após ser criticada por comentário machista no Twitter:
Ludmilla (Foto: Chico Cerchiaro)

Ludmilla, 26, fez um longo desabafo após se envolver em polêmicas com seguidores no Twitter. Ela foi acusada de rebater a uma crítica com um comentário apontado como machista e também de não se posicionar em relação às manifestações contra Jair Bolsonaro (sem partido) que aconteceram neste sábado (29).

A confusão teve início quando uma internauta disse que as letras da cantora eram infantis. “A Ludmilla canta umas músicas tão vibes menina de oitava série mandando indireta no Twitter”. A artista rebateu: “Nossa! Se na oitava série sua pussy [gíria que significa vagina, em inglês] já matava rindo deve estar larguíssima hoje em dia, né?”.

Foi o suficiente para que Ludmilla fosse duramente criticada, inclusive pela ex-BBB Lumena Aleluia. “Lud que comentário fenotipicamente complicado! Sou sua fã, achei que ao me criticar no BBB, poderia encontrar em você uma referência para aprendizados, mas esse BO aí ficou difícil de entender!”, pontuou a psicóloga baiana.

Algum tempo depois, a cantora voltou às redes para se explicar. “Se fosse qualquer outra pessoa que não fosse feminista e empoderasse a liberdade das mulheres no sexo e na vida nas próprias músicas vocês poderiam forçar essa barra aí, mas querem problematizar em cima da gata que fez ‘cai de boca no meu b****ão?’. Não faz sentido. Chega!”.

Ela continuou se queixando que tudo o que faz é criticado. “Se eu me posiciono é problemático, se eu respondo alguém querendo me diminuir debochando também é problemático, se eu aceito um convite para ser atriz é problemático, se eu falo de política…”, pontuou, emendando que não faria militância pelo bem da própria saúde mental.

“Motivo pra militar e começarem a me apedrejar como sempre, tô foraaaaaa de vocês. Cansei! ‘Ah, Ludmilla, mas você é artista tem que aguentar” mas antes de ser artista sou um ser humano, corre sangue na minha veia filha e ferve tanto que chegou a me queimar por me calar”, postou também no sábado.

“Eu não vou mais cair na maluquice de vocês, não vão conseguir me colocar numa depressão e precisar de remédio pra isso igual vocês fazem com vários artistas. Eu vou continuar aqui fazendo a minha música”, destacou.

Esta não é a primeira vez que Ludmilla se envolve em polêmicas com internautas. Em abril, ela chamou um seguidor de “racista albino” por ele ter fotos ao lado de Val Marchiori, a quem Ludmilla processou por ter comparado seu cabelo à palha de aço.