Maioria dos pré-candidatos a prefeito de Goiânia já tem convenção marcada

Prazo para legendas definirem candidaturas começa no próximo dia 31 e termina no dia 16 de setembro

Apesar da expectativa, MDB e PSDB se mantêm distantes neste pleito
Apesar da expectativa, MDB e PSDB se mantêm distantes neste pleito

Entre os dias 31 de agosto e 16 de setembro, os partidos políticos deverão realizar as convenções, em que serão definidos candidatos para prefeitos, vereadores, além da definição de apoios nas coligações majoritárias. Em Goiânia, a maior parte dos partidos políticos que tem pré-candidatos a prefeito vai realizar convenção mais próximo do prazo final. Os pré-candidatos estão em intensa conversação.

Há ainda dúvidas relativas à forma de se fazer as convenções, se de forma presencial ou remota. Tudo por conta do risco de disseminação do novo coronavírus. Há legenda que pretendem realizar convenções de forma mista, com poucas presenças e ao mesmo tempo com participação virtual.

O primeiro partido com pré-candidato em Goiânia a fazer convenção é o PSol, cujo nome para a disputa é de Hemanuelle Jacob. A atividade será de forma virtual, no dia 31. A segunda legenda será a Rede Sustentabilidade, no dia seguinte, 1º de setembro, às 19 horas, também de maneira eletrônica. A pré-candidata da Rede é Maria Ester de Souza. Em seguida será a Unidade Popular (UP), que tem, como postulante ao cargo de prefeito, Fábio Júnior.

O MDB do prefeito Iris Rezende – que, nesta segunda-feira, disse que não será candidato à reeleição –  deve fazer convenção no dia 12 de setembro. A atividade será de forma presencial, mas com muitas restrições.

Na mesma data, o PSDB de Talles Barreto também deve fazer sua convenção. Cogita-se a possibilidade de se fazer uma atividade no modelo “drive in”, mas ainda não há confirmação. Os tucanos vão usar plataforma eletrônica desenvolvida pelo diretório nacional para realização da convenção local.

O Partido dos Trabalhadores (PT), da pré-candidata Adriana Accorsi, deverá fazer a convenção no dia 13, também com data a ser oficializada. A tendência é que a atividade também ocorra de forma virtual. O PSD de Francisco Júnior tende a fazer a convenção no dia 14 de setembro. O PL da pré-candidata e vereadora Dra. Cristina estuda a realização do evento de oficialização de candidatura no dia 15 de setembro.

Já o PDT, do vereador Paulinho Graus, deve realizar a atividade no dia 16, último data no calendário eleitoral para convenções. O Solidariedade, do pré-candidato Alysson Lima, deve realizar convenção no próximo dia 16. A atividade será de forma mista, ou seja virtual, mas com algumas participações presenciais.  O PSC de Wilder Morais ainda não definiu data, mas será entre os dias 12 e 16 de setembro. O PSL de Major Araújo fará no próximo dia 14 de setembro às 17 horas.

O PROS de Samuel Almeida, pretende fazer convenção na primeira semana de setembro. O PSB de Elias Vaz ainda não definiu data. A reportagem não conseguiu confirmação das convenções do DC de Eduardo Prado e Gustavo Gayer; PRTB de Charles Bento e Podemos de Felizberto Tavares.