Marconi Perillo lamenta morte de Eduardo Campos

Em respeito à memória de Campos, que disputava a Presidência da República, o governador decretou luto oficial de três dias no Estado.

O governador Marconi Perillo lamenta profundamente a trágica morte, nesta quarta-feira (13/8), do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos. Em respeito à memória de Campos, que disputava a Presidência da República, o governador decretou luto oficial de três dias no Estado.

Nas palavras do governador, “com seu elevado espírito público, Eduardo Campos promoveu e engrandeceu os debates nacionais, sempre de forma lúcida e ponderada”. Segundo Marconi, a morte prematura de Campos é “uma perda inestimável para a política e para a administração pública brasileiras, como já fora a de seu avó, Miguel Arraes”.

“Eduardo Campos era um homem público muito trabalhador e criativo, focado no resultado, extremamente preocupado com o desenvolvimento social e o progresso econômico do Brasil. Como governadores de nossos Estados, tivemos a oportunidade de trocar inúmeras experiências administrativas juntos”, afirmou o governador, que foi informado da morte de Campos durante compromissos administrativos em Brasília.