Marconi tem recurso negado em julgamento e pena pode aumentar

Tribunal Regional Eleitoral retomou sessão nesta quarta-feira (28)

Marconi tem recurso negado em julgamento e pena pode aumentar
Marconi tem recurso negado em julgamento e pena pode aumentar (Foto: Divulgação/Agência Brasil)

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) retomou, nesta quarta-feira (28), o julgamento do processo do ex-governador Marconi  Perillo (PSDB). Recursos foram apresentados por ele e pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), no qual são investigados os crimes de associação criminosa e fraude nas eleições de 2006, em campanha para o Senado.

O tucano corre risco ter um aumento na pena depois que o relator, desembargador Luis Eduardo de Sousa, negou os argumentos da defesa e votou pela mudança na penalidade.

O ex-governador já havia sido condenado por usar caixa 2 na campanha, à época. A sentença proferida em 1ª instância pelo juiz eleitoral Wilson da Silva Dias, da 133ª Zona Eleitoral, determinou prestação de serviços comunitários e o pagamento do valor de R$ 18 mil. O tucano foi absolvido ainda de outros três crimes.

O julgamento desta semana avalia recursos do ex-governador e do MPE. Após a leitura de voto na terça-feira (27), o juiz Átila Naves pediu vistas e a sessão foi suspensa sendo retomada nesta quarta-feira (28). Resta a apresentação dos demais votantes que integram o TRE-GO para que haja uma decisão final.