Marido de uma das vítimas de triplo homicídio em Umuarama é preso como principal suspeito

Suspeito do triplo homicídio era marido de Jaqueline Soares, encontrada morta com os pais

Família posa para uma selfie com outras pessoas, que foram ocultadas deste recorte. Apenas a filha sorri para a foto. O casal fica sério, como quem não percebeu o momento do registro.
O marido de uma das vítimas do triplo homicídio ocorrido na cidade de Umuarama, é o principal suspeito de ter cometido o crime. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

O marido de uma das vítimas do triplo homicídio ocorrido na cidade de Umuarama, Paraná, é o principal suspeito de ter cometido o crime. O homem mantinha um relacionamento com Jaqueline Soares, de 39 anos, que foi encontrada morta junto com os pais na manhã desta segunda-feira (9). Mãe e filha são naturais da cidade de Pires do Rio, no centro de Goiás, mas viviam no estado sulista. Segundo a Polícia Civil, o suspeito não morava com Jaqueline, justamente por possuir desavenças com a família dela. Ele foi preso ainda na noite de segunda (9).

Durante as investigações, os agentes encontraram manchas de sangue no carro e na lavanderia da casa do homem. Até o momento, a polícia informou que descarta a possibilidade de crime patrimonial, já que nenhum pertence da família assassinada foi levado da casa e não há sinais de arrombamento na residência.

Marido é o principal suspeito do triplo homicídio

À imprensa local, a Polícia Civil informou que as primeiras suspeitas sobre o marido surgiram ainda na manhã em que o crime foi descoberto. Segundo os policiais, quando equipes foram procurar o homem na loja em que ele trabalha, o marido reagiu ‘com indiferença e sem surpresa’ ao descobrir sobre a morte da companheira e dos sogros.

Selfie de uma das vítimas. Ela aparece sorrindo, com brincos grandes e uma maquiagem forte, de festa. O cabelo loiro está preso em um coque.

Jaqueline Soares, de 39 anos, foi encontrada morta junto com os pais em Umuarama. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Ainda segundo a polícia, quando o suspeito foi questionado se teria ido à residência onde o crime aconteceu, ele afirmou que tinha visitado a família na véspera do trilo homicídio, por volta das 13h.

No entanto, posteriormente, o marido de Jaqueline deu uma nova versão, afirmando que teria saído de casa mais tarde, no período da noite, para andar sem rumo pela cidade e sem telefone celular. O veículo do suspeito foi apreendido para perícia.

A perícia do trilo homicídio em Umuarama

Um laudo de necrópsia apontou que Jaqueline, esposa do suspeito preso, tinha mais ferimentos do que os pais dela. Na visão dos investigadores isto é um indício de que ela seria a vítima principal do investigado.

Viatura da polícia, nas cores branco, cinza e amarelo. O veículo está proximo a casa onde aconteceu um triplo homicídio contra uma família.

Marido de uma das vítimas de triplo homicídio em Umuarama é preso como principal suspeito (Foto: Reprodução/Internet)

Além disso, a Polícia Científica identificou que parte da casa foi lavada, com o provável objetivo de que provas do crime fossem apagadas. A polícia não descarta a participação de outras pessoas no triplo homicídio.

O triplo homicídio

Helena Maria Marra dos Santos, de 59 anos, Antônio Soares dos Santos, 65, e a filha do casal, Jaqueline Soares, 39, foram encontrados mortos após a empregada da família chegar para trabalhar na manhã desta segunda-feira (9). Os corpos do casal foram encontrados na copa, enquanto o da filha foi localizado no piso superior do imóvel, em um banheira. Todas as vítimas estavam com várias perfurações de faca.

De acordo com a investigação, o imóvel não possui câmeras de segurança, mas é possível dizer que as vítimas tentaram fugir para se defender antes de serem mortas, pois há indícios de luta corporal na casa.