Mel Gibson pode dirigir sequência de Esquadrão Suicida

A oferta oficial ainda não foi feita, mas ator estaria se familiarizando com o Universo DC

Depois de falar publicamente mal do cinema de super-heróis, Mel Gibson pode acabar dirigindo, veja só, um filme de super-heróis. Segundo o THR, o diretor de Até o Último Homem, A Paixão de CristoCoração Valente está cotado para dirigir a sequência de Esquadrão Suicida.

Ele estaria “se familiarizando com o material”. Nenhuma oferta oficial teria sido feita ainda. A busca da Warner por outro diretor era esperada. Além das duras críticas ao primeiro filme, David Ayer, que dirigiu o primeiro, agora está envolvido com As Sereias de Gotham, para levar Arlequina, Hera Venenosa e a Mulher-Gato para o cinema.

Seria o primeiro filme “normal” dirigido pelo diretor, acostumado a fazer melodramas geralmente históricos e/ou religiosos mirando o Oscar. Mesmo assim, a escolha é engraçada.

Anteriormente, Gibson disse que os filmes da Marvel são mais violentos que A Paixão de Cristo e disse em entrevista que Batman v. Superman “é uma m#rda” e “um desperdício”.

Além disso, ele também já recusou um papel em filme de super-heróis: ele foi o primeiro nome chamado para ser Odin, em Thor, papel que ficou com Anthony Hopkins.

Naturalmente, a Warner está considerando outros nomes, como Daniel Espinosa, de Criança 44. O novo Esquadrão Suicida ainda não tem previsão de sair do papel.