Menina de 7 anos que escreveu para a Polícia Penal realiza sonho de andar de viatura em Formosa

Além de andar na viatura, a criança deseja entregar cestas básicas aos moradores de rua

Menina de 7 anos que escreveu carta para a polícia realiza sonho de andar de viatura em Formosa
Menina de 7 anos que escreveu carta para a polícia realiza sonho de andar de viatura em Formosa (Foto: Divulgação/DGAP)

Uma menina de 7 anos de idade realizou o sonho de andar em uma viatura a Polícia Penal em Formosa, Entorno do Distrito Federal . O desejo de Alessandra Martins foi expressado em uma carta escrita por ela e entregue aos policiais penais durante a 8º Edição do Mutirão do Governo de Goiás, que aconteceu no último fim de semana.

Além de andar na viatura, a criança também quer entregar cestas básicas para moradores em situação de rua. “Meu sonho é andar em uma viatura de polícia e sair distribuindo cestas básicas para as pessoas de rua”, escreveu Alessandra na carta.

Carta escrita por Alessandra de 7 anos de idade (Foto: Divulgação/DGAP)

Parte do sonho da pequena foi realizado nesta quarta-feira (22), quando os agentes Volney Dias e Osmar Oliveira buscaram Alessandra em casa e deram uma volta com ela e com uma amiga em uma das viaturas. Além de tirar fotos, a menina foi presenteada com brinquedos de madeira confeccionados pelos detentos.

A mãe de Alessandra, Jessyca Silva, contou que a filha é fã da Polícia Penal e se encheu de alegria ao ver a felicidade da menina quando viu a viatura. “Fiquei muito emocionada com a alegria dela. Quando eles chegaram, eu quase chorei”, comenta.

Além de passear em uma viatura da Polícia Penal, Alessandra e uma amiga ganharam brinquedos feitos pelos presos (Foto: Divulgação/DGAP)

Cesta básica aos moradores de rua

A segunda parte do sonho de Alessandra ainda está em fase de desenvolvimento. Isso, porque os policiais vão arrecadar doações e montar as cestas básicas para que ela entregue aos moradores em situação de rua. Depois que as cestas estiverem prontas, os agentes retornarão na casa da menina para ajudá-la a distribuir.

“Vivemos na correria diária. Quase esquecemos a importância de atos singelos como esse, e o tamanho da emoção que proporciona. Foi gratificante ver o sorriso no rosto dela. O carinho que ela tem com a polícia já demonstra que estamos fazendo um bom trabalho”, ressalta o coordenador regional prisional da DGAP, Volney Dias.

*Jeice Oliveira compõe programa de estágio do Mais Goiás sob supervisão de Francisco Costa