Mesmo contra já rebaixada Chapecoense, Marcelo Cabo prega cuidado para Atlético-GO

Atlético-GO e Chapecoense se enfrentam nesta sexta-feira (26), na Arena Condá

Marcelo Cabo (direita) durante atividade no Atlético-GO
Marcelo Cabo (direita) durante atividade no Atlético-GO. Foto: Bruno Corsino - ACG

O Atlético-GO volta à campo nesta sexta-feira (26), contra a Chapecoense, na Arena Condá. Para esse duelo, apesar do rival já estar rebaixado para a Série B, o técnico Marcelo Cabo destaca os cuidados que o Dragão precisa ter, principalmente por conta da fase da equipe, que não vence na competição há 7 jogos.

“Independente da situação que a Chapecoense está, eles sempre foram uma equipe muito forte em casa. Precisamos ter muita atenção, cuidado e muito estudo com a equipe deles. Precisamos estar atentos para esse jogo, sabemos dos nossos objetivos e o que precisamos fazer nesse jogo”, disse Marcelo Cabo.

Diante da Chapecoense, o técnico rubro-negro também frisou que o time irá precisar evoluir na parte ofensiva, já que nos últimos jogos, o time conseguiu criar, mas faltou efetividade no setor ofensivo.

“Estamos felizes pela organização e pelo que os atletas estão se entregando. O que temos de volume de jogo, sempre jogando naquela proposta que gosto de marcar pressão, jogar em linha alta, mas precisamos melhor no último terço, o último passe, as finalizações e transformar o volume de jogo em gols, esse é o grande desafio”, concluiu o comandante.

Como deverá ser a escalação do Atlético-GO para enfrentar a Chapecoense?

Para o duelo desta sexta-feira (26), o técnico Marcelo Cabo deverá fazer apenas uma mudança no time do Atlético-GO. O atacante Zé Roberto, que marcou no empate do time com o Juventude, deverá entrar na vaga de Montenegro. Outra dúvida era o goleiro Fernando Miguel, que saiu mais cedo da última partida, porém, a comissão técnica confirmou a presença do arqueiro no duelo contra a Chapecoense.

O Atlético-GO deverá entrar em campo com a seguinte escalação. Fernando Miguel; Dudu, Éder, Pedro Henrique, Arthur Henrique; Marlon Freitas, Willian Maranhão, João Paulo; André Luís, Zé Roberto e Janderson.