Ministro da Defesa faz vistoria em base aérea de Anápolis

Vistoria será feita nesta sexta-feira (7), já que os brasileiros que estão na China devem chegar no próximo sábado (8)

Ministério da Saúde descarta coronavírus em repatriados em quarentena na Base Aérea de Anápolis
Ministério da Saúde descarta coronavírus em repatriados em quarentena na Base Aérea de Anápolis

O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, faz, na sexta-feira (7), uma vistoria na Ala 2 da base aérea de Anápolis, onde brasileiros que estão no epicentro da epidemia de coronavírus ficarão. Duas aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) decolaram de Brasília nesta quarta-feira (5) com destino à Wuhan, na China. Cerca de 29 pessoas devem retornar ao país e chegam ao município goiano no sábado (8). Eles ficam em isolamento por aproximadamente 18 dias.

O prefeito de Anápolis, Roberto Naves, informou ao Mais Goiás que o ministro acompanh, pessoalmente, a conferência das instalações para avaliar as condições das estruturas. O horário da vistoria, segundo ele, ainda não foi definido. A base aérea em questão possui dois hotéis de trânsito, com 66 alojamentos. Os brasileiros ficarão no local até que a contaminação com o vírus seja descartada.

“A estrutura está toda pronta para receber os brasileiros. Lá não é uma espécie de hospital, com macas e estrutura hospitalar. Esse suporte será feito em Brasília. O local é um alojamento que vai receber pessoas que até o momento não tem nenhum tipo de sinal e, portanto, não estão com o vírus. Estarão no lugar justamente para serem avaliados e liberados até que a possibilidade de contaminação seja afastada”, disse.

Roberto Naves ressaltou a população de Anápolis não precisa temer um possível contágios, pois os brasileiros que estão no epicentro da epidemia do coronavírus não vão circular na cidade. “Não há o menor perigo. Tudo foi planejado e pensado para não colocar em risco a vida da população. As pessoas ficarão em isolamento até que o risco seja descartado”, assegurou.

Outros encontros

A agenda do prefeito de Anápolis foi intensa nesta quarta-feira (5) em razão dos últimos detalhes da operação que vai trazer os brasileiros de Wuhan para a cidade goiana. O político, juntamente com o governador Ronaldo Caiado (DEM), se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro; ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni; ministro da Justiça e Saúde, Sergio Moro e Luiz Henrique Mandetta, respectivamente.

Segundo ele, os encontros tiveram o objetivo de acompanhar de perto todo o trâmite da repatriação dos brasileiros. “Nós fomos em Brasília ontem justamente para termos informações e repassar isso para a população. Anápolis pode ficar tranquila pois tudo está sendo feito com muita responsabilidade pelo Governo Federal”, afirmou.

E completou: “discutimos todos os detalhes e está tudo acertado. Queremos o bem dos brasileiros, goianos e anapolinos”.