Moradora usa caixa d’água como barco em rua alagada de Goiânia

Bárbara Bombom, como é conhecida, improvisou um barco usando uma caixa d'água após a rua de sua casa ficar alagada

Moradora usa caixa d'água como barco em rua alagada de Goiânia
Bárbara Bombom, como é conhecida, improvisou um barco usando uma caixa d'água após a rua de sua casa ficar alagada (Foto: Reprodução)

Uma moradora de Goiânia arranjou um jeito inusitado de chamar a atenção para a situação na qual fica a rua de sua casa após uma chuva forte. Moradora do bairro Capuava, Bárbara Bombom, como é conhecida, improvisou um barco usando uma caixa d’água após a rua de sua casa ficar alagada com a chuva do último sábado (13).

Em um vídeo que já circula nas redes sociais, Bárbara aparece dentro da caixa d’água enquanto grita “Cadê o prefeito?!”. Nas imagens, é possível o nível da água na rua Padre Feijó chegando aos joelhos de uma mulher que empurra Bárbara na caixa d’água.

“A rua sempre alaga e a água invade a casa das minhas amigas […]. Eu lembrei da caixa d’água e tinha um cachorro do outro lado da rua. Falei ‘vamos pegar o cachorro pra atravessar’, e já aproveitamos pra gravar e mostrar a situação da rua quando chove”, disse Bárbara, ao Mais Goiás.

Apesar da situação preocupante, as pessoas que aparecem nas imagens ainda levam na brincadeira. Uma menina que acompanha a cena ainda grita “Eu também quero entrar” no “barco/caixa d’água”.

Foto: Reprodução

Goiânia registrou em uma hora volume de chuva equivalente a quatro dias

Na segunda-feira da última semana (8), o volume de chuva que caiu em algumas regiões de Goiânia no prazo de uma hora foi o equivalente ao volume normal de quatro dias. Foi o que aponta o Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas de Goiás (Cimehgo), que informou que alguns bairros da região Noroeste da Capital registraram um volume de 72mm de água – considerado muito alto.

Conforme o Cimehgo, a duração média da chuva que caiu nesta tarde em Goiânia foi de 1 hora e 10 minutos. A região Noroeste, especificamente o setor Perim, foi a que teve o maior volume de chuvas, com 72mm. Na região Norte, o setor Balneário Meia Ponte registrou 52mm; na região Central, o volume foi de 22,4mm; também na região Noroeste, Jardim Pompeia, o volume foi de 28mm e na região Leste, no setor Jardim Olinda, o volume de chuva que caiu foi de 14,4mm.

Segundo o gerente do Cimehgo, André Amorim, a chuva é considerada fraca quando seu volume é inferior a 5mm. Entre 5mm e 25mm, a precipitação é moderada. Entre 25mm e 50mm, é chuva forte. Agora, chuva que cai com volume superior a 50mm é considerada muito forte.