Morre idoso de 72 anos que cumpria pena por violência sexual em Anápolis

Segundo a DGAP, o detento faleceu de causas naturais, diagnosticadas como choque misto: sepsse da corrente sanguínea e pneumonia bacteriana

Óbito foi registrado na madrugada de terça-feira (29) | Foto: Jonathan Cavalcante/Mais Goiás
Óbito foi registrado na madrugada de terça-feira (29) | Foto: Jonathan Cavalcante/Mais Goiás

Dorival Moreno Mateus, de 72 anos, detento que cumpria pena na Unidade Prisional Regional por violência sexual morreu após ser internado em Anápolis. A Diretoria-Geral de Administração Penitenciária confirmou a informação ao Mais Anápolis e disse que o custodiado estava hospitalizado na Santa Casa há 20 dias e faleceu de causas naturais. O óbito do idoso foi registrado na madrugada de terça-feira (29).

Segundo a DGAP, o detento “faleceu de causas naturais, diagnosticadas como choque misto: sepsse da corrente sanguínea e pneumonia bacteriana”, diz a nota.

Ele estava internado desde o dia 9 de março, pois necessitava de cuidados médicos específicos para os sintomas de saúde. A morte do custodiado também foi registrada em boletim de ocorrência registrado pela Polícia Civil de Goiás.

Nota da DGAP ao Mais Anápolis

A 1ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária informa:

– O custodiado estava internado em unidade hospitalar desde o dia 9 de março deste ano, recebendo os devidos atendimentos médicos que a saúde dele requeria. Local em que registraram o óbito.

– Conforme declaração de óbito emitida pelo órgão da saúde, o custodiado, que cumpria pena por crime relacionado à violência sexual, faleceu de causas naturais, diagnosticadas como choque misto: sepsse da corrente sanguínea e pneumonia bacteriana.